Header Ads

  • Últimas

    Copasa e Emater assinam Protocolo de Intenções para a preservação de recursos hídricos de Minas Gerais


    Acordo pactuado no II Encontro do Pró-Mananciais reafirma esforço conjunto entre as empresas para fomento às ações executadas pelo programa

    Durante a solenidade de abertura do II Encontro do Pró-Mananciais, realizada na última terça-feira (04) em Belo Horizonte, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) assinaram um Protocolo de Intenções que visa fomentar as ações ambientais executadas no Programa em prol da preservação de mananciais e bacias hidrográficas que abastecem milhões de pessoas em toda Minas Gerais.

    O instrumento jurídico, que terá uma validade de seis meses, prevê o direcionamento de recursos financeiros por parte da Copasa à Emater, para a execução de ações ambientais realizadas pelo Pró-Mananciais, como: cercamento e recuperação das áreas adjacentes às nascentes e mananciais; plantio de mudas nativas; e ações de sensibilização, mobilização e educação ambiental com as comunidades e produtores rurais.

    Assinado pela presidente da Copasa, Sinara Meireles, e pelo presidente da Emater-MG, Glênio Martins, o protocolo estabelece, ainda, a elaboração de um plano de trabalho para o desenvolvimento das atividades das duas empresas no programa. “Direcionamos nossos esforços para a preservação ambiental, em consonância com o Pró-Mananciais, pois executamos o programa de readequação ambiental das propriedades rurais. A sustentabilidade ambiental é necessária, agrega valor e abre oportunidade para todos nós”, ressaltou Glênio Martins, presidente da Emater, no II Encontro do Pró-Mananciais.

    Presidente da Copasa Sinara Meireles

    De acordo com a presidente da Copasa, Sinara Meireles, a assinatura do protocolo irá beneficiar o meio ambiente e as comunidades responsáveis pela preservação dos mananciais do estado. “O Pró Mananciais acontece nas cidades. Portanto, a participação dos Coletivos de Meio Ambiente e de órgãos governamentais é absolutamente essencial. A acolhida do programa nas cidades é que efetiva a realização das ações e que as perpetua”, ressalta.

    O diretor-geral da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae-MG), responsável por fiscalizar e acompanhar o Pró Mananciais, Gustavo Gastão acredita na metodologia do programa, principalmente no que se refere à construção coletiva. “Há um planejamento coletivo e participativo na decisão de proteger e preservar os mananciais de cada município envolvido no programa. Esse é, sem dúvida, um dos pilares do sucesso do Pró Mananciais”, afirma.

    Representantes de 140 municípios durante a abertura do II Encontro do Pró-Mananciais

    II Encontro Pró Mananciais


    O II Encontro Pró Mananciais, que está sendo realizado entre os dias 4 e 6 de dezembro, em Belo Horizonte, reúne especialistas em preservação hídrica e meio ambiente, além de aproximadamente 500 representantes de comunidades de várias regiões do Estado, que integram o programa. Durante o evento, os participantes trocarão experiências em busca de conhecer e entender as realidades e as estratégias utilizadas nos outros municípios participantes do programa.

    Ainda na data de abertura do evento, os participantes assistiram à palestra “Fazendo juntos: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e o significado do Pró- Mananciais no contexto local e global”, ministrada por Gesmar Rosa dos Santos, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

    Programa Pró Mananciais

    O Pró Mananciais conta com investimento anual de cerca de R$ 20 milhões e é responsável por mobilizar a comunidade e parceiros estratégicos no engajamento para proteger e conservar mananciais utilizados pela Copasa para abastecimento público. O trabalho é realizado por meio do cuidado da proteção e da recuperação das águas, desde a sua nascente até a captação. O Programa teve início em dezembro de 2016, envolvendo 58 cidades. Em 2018, esse número saltou para 140. Para a implantação do Pró Mananciais, a Copasa prioriza os municípios mais impactados pela crise hídrica e que demandam ações emergenciais de conservação das águas.

    Além das ações de sensibilização, mobilização e educação ambiental, o programa valoriza o conhecimento e a experiência das comunidades para construir coletivamente o sentimento de pertencimento da população à microbacia de região na qual está inserida e o consequente engajamento na defesa das águas.



    Crédito das Fotos: Arquivo Copasa


    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine