Header Ads

  • Últimas

    Reabertura do Poliesportivo é 'verdadeira armadilha' diz sargento dos Bombeiros


    De acordo com o portal da Prefeitura de Santa Luzia, na próxima segunda-feira 08, começam as obras para reforma do Poliesportivo de Santa Luzia. Segundo José Evangelista dos Santos, representante da empresa Fator Construções, responsável pelas obras, falta fazer a recuperação do piso da quadra, instalação de rampa metálica, correções na parte da pintura. Já o município, tem ainda, que realizar correções no telhado, instalação de calhas, revisão de toda parte elétrica, arrumar as caixas d'agua e realizar reforma e adaptações nos banheiros. 

    Na noite de ontem, o Informativo Luziense, Santa Luzia Já, soltou nota em sua Página Oficial no Facebook, alertando sobre os riscos de reabrir a unidade. Segundo o texto, um Sargento do Corpo de Bombeiros (que não teve seu nome citado) revela que reabrir o Poliesportivo é "uma verdadeira armadilha".

    Construído na década de 90 e sem um planejamento eficiente, o Poliesportivo é um emaranhado de corredores e sem saída. A capacidade anunciada não permitiria, segundo especialistas, a evacuação de 30% dos usuários, caso ocorresse algum imprevisto.

    No site da Prefeitura o empreendimento tem seu valor 'inflado'. Segundo o texto, a reforma vai economizar R$ 80 mil. “Poderemos trazer a realização dos Jogos Escolares para a cidade de Santa Luzia, o que vai proporcionar ao município uma economia de aproximadamente R$ 80 mil reais, pois ao invés de enviarmos nossos alunos para outros municípios, teremos estrutura em nossa cidade, para sediar os campeonatos esportivos”, revela o secretário de Esportes Marco Aurélio Silva. O fato estranho é que a economia citada poderá não ocorrer se a sede dos jogos for em outras cidades como é o caso dos Jogos escolares.

    O blog consultou a assessoria do Executivo para saber, em épocas de 'escassez' de recursos, o valor venal da obra, porém até o fechamento desta edição, não recebemos retorno. Porém encontramos um Edital que data do ano de 2015 (Durante gestão Carlos Calixto) que trata de uma possível reforma da unidade. No Documento, o limite de despesas para o contrato é de R$ 562.250,08 (Quinhentos e sessenta e dois mil, duzentos e cinquenta reais e oito centavos) .

    Falta insumos e pagamentos a servidores exonerados

    Com investimentos que podem ultrapassar a cifra de meio milhão de reais, a Prefeitura tem investido pesado no Esporte Luziense. Há cerca de trinta dias, foi anunciada a reabertura do Frimisão, estádio local, que estava fechado há cerca de um ano, e reforma de alguns campos de várzea. As obras, segundo apuramos, visam acertos com apoiadores durante a campanha de 2018 para a Prefeitura da cidade.

    Por outro lado, mesmo com dinheiro em caixa, o Executivo não sinalizou interesse em acertar dívidas que ultrapassam dezenas de milhões com empresas terceirizadas que prestam serviços em santa luzia.

    Duas delas são responsáveis pela coleta de lixo e limpeza de hospitais, unidades de saúde e limpeza urbana. Ao notificarem seus funcionários da dificuldade em acertar salários devido a falta de repasses por parte da Prefeitura, os funcionários da coleta ficaram quatro dias sem executar serviços. Em vez de buscar uma solução para o impasse, o executivo impetrou ação na justiça obrigando a empresa a executar o serviço. Para piorar a situação, o Prefeito Christiano Xavier declarou após assumir o executivo, Decreto de Excepcionalidade, fechando a Prefeitura para 'balanço'. Com a ação, o Executivo fica impedido (em tese) de realizar estes repasses.

    O Sindicato das categorias atingidas já prometeu paralisar atividades. As Empresas revelaram não ter condições de honrar compromissos. A Arte Brilho, por exemplo, parcelou os salários de outubro em 5 parcelas. Para tal a empresa foi obrigada a contrair empréstimos. Segundo um de seus representantes, a Prefeitura de Santa Luzia não faz repasses há mais de 90 dias. O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais já anunciou que os profissionais que atuam nas unidades de saúde da cidade devem deixar de atender caso os valores devidos não sejam depositados em suas contas nos próximos dias. O caso foi contestado pelos Vereadores, que enviaram questionamentos ao executivo sobre o não acerto com exonerados, porém a situação não mudou de patamar.

    O blog recebeu várias denúncias de usuários de que os remédios da Farmácia da Prefeitura, que foram anunciados pelo Executivo através de sua Página oficial, já não são mais encontrados e medicamentos simples como suturas e dipirona, estão em falta.

    Saúde não é Prioridade

    'Ao que parece a Saúde não é prioridade à atual gestão', argumenta  um morador do Alto São Cosme, que nesta quinta-feira denunciou ao Blog, abras em rua do Bairro que, segundo ele, beneficiam um cabo eleitoral do Atual Prefeito da cidade. 'Estão fechando a rua, para uma obra que beneficia apenas quatro moradores. Para piorar estão usando cascalho de péssima qualidade. No período de chuva o local irá virar um enorme lamaçal'. Argumenta.

    Uma das Promessas de Campanha do atual prefeito é a reabertura do Hospital São João de Deus. Segundo projeto, deveria ser criada uma campanha de incentivo de doações em parceria com a iniciativa privada e divulgada amplamente nas redes sociais e pelos corredores da cidade. Porém até o momento apenas a data de reabertura da unidade de Saúde foi firmado sem que os recursos para tal feito sejam divulgados. Uma das promessas era não utilizar recursos próprios da prefeitura, afinal o Hospital não é mais filantrópico e por este motivo não poderia receber recursos públicos.

    Uma comissão foi criada para promover sua reabertura, porém o processo segue em 'segredo de estado'. Por outro lado, nos bastidores, ventila a informação de que há a possibilidade de fechamento do Hospital Municipal, para que seja viável a reabertura do HSJD. A notícia desagrada muitas pessoas próximas, afinal foram gastos centenas de milhares de recursos públicos para a abertura da unidade de saúde e seu fechamento significa jogar todos estes recursos ralo à baixo.

    De qualquer forma, há de se reconhecer que o Executivo tem como bandeira de sua gestão, o populista, projetos ignorados por outros gestores, mas que em períodos eleitorais podem gerar votos aos candidatos apoiados pelo chefe do executivo, talvez por isso o foco no esporte, paixão primeira do povo brasileiro.

    Que Deus nos ajude!


    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine