Header Ads

  • Últimas

    Oposição elege Presidente da Câmara para a gestão 2019-2020


    Foi Presidida na Manhã desta segunda-feira 22, reunião ordinária destinada a eleição do Presidente da Câmara Municipal para o Exercício 2019-2020 ou até o fim do atual mandato.

    Pela primeira vez desde o Governo Wilson Vieira, a câmara não será presidida por um integrante da base do Governo. Ivo melo, membro declarado da chamada "oposição" ao Governo Christiano Foi eleito por nove votos à Seis com abstenção de Paulo Bigodinho.

    A votação que deveria ter sido realizada no dia 13 de Agosto, foi impedida por liminar expedida pela Justiça a pedido do Executivo através de membros da base do Governo. A decisão visava enfraquecer a Chapa e impedir que Ivo fosse eleito em uma eleição antecipada. Ao que parece, a pressão não surtiu efeito e Ivo acabou eleito com mais de 1/3 dos votos. Na época, segundo testemunhas, César Lara recebeu liminar em mãos do secretário de Cultura, Ulisses brasileiro (e não de um oficial de justiça). Zé Cláudio contava com sete votos e Ivo com os mesmos nove.

    Disputavam as Vagas:

    PRESIDENTE: Zé Cláudio x Ivo Melo (ELEITO IVO MELO)
    1º VICE PRESIDENTE: Henry Santos x André Leite (ELEITO HENRY SANTOS)
    2º VICE PRESIDENTE: Paulo Bigodinho x Vagner Guiné (ELEITO MARCELINO)
    1º SECRETÁRIO: Sandro Coelho x Luiza (ELEITO SANDRO COELHO)
    2º SECRETÁRIO: Nilsinho x Suzane (ELEITO SUZANE)

    Mesmo tendo vencido a eleição o grupo da Oposição ao atual Governo Christiano, Suzane se elegeu a vaga de 2º Secretário graças ao voto de Nilsinho (Que disputava a vaga com Suzane). Por Nove votos à Seis (igual ao pleito) Suzane ocupará a vaga que seria de Nilsinho.

    Paulo Bigodinho em cima do Muro

    Paulo Bigodinho que ainda não havia declarado voto, mas que sinalizava votar junto à Oposição, resolveu se abster de votar. Indagado sobre sua posição, o vereador (um dos mais votados para deputado entre os nativos de santa luzia) revelou que “Pretendo não fazer parte do grupo político do poder executivo pois acredito que possa me atrapalhar nas tomadas de decisões, fazendo eu ser parcial em alguns momentos e não é esse o entendimento de correto. Me proponho a votar favorável às coisas boas e contrário às coisas ruins independente do interesse da prefeitura”.

    Segundo o vereador a abstenção foi devido ao fato dele tentar, sem sucesso, a unificação das candidaturas a deputado estadual, não encontrando apoio de nenhum dos lados.

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine