Header Ads

  • Últimas

    Sandro refuta declarações do Prefeito e revela, Câmara irá fiscalizar o executivo


    O Prefeito de Santa Luzia, Christiano Xavier Convocou às pressas coletiva com parte da imprensa e assinou documento de excepcionalidade administrativa paralisando os serviços da prefeitura de santa luzia até o fim do ano. O Presidente da câmara Municipal, Sandro Coelho, aproveitou e rebateu algumas das declarações do novo comandante do Executivo.

    "É uma prerrogativa dele editar este decreto . Eu me preocupei muito em não parar o serviço da prefeitura. Instaurei algumas sindicâncias em empresas, mas sempre com o foco e não parar os serviços da Prefeitura". 

    O Prefeito eleito de Santa Luzia para o mandato 'tampão' 2018-2020 concedeu uma coletiva para alguns canais 'selecionados' da imprensa Luziense e declarou entre outros assuntos, que irá paralisar os serviços da prefeitura por quatro meses. O Presidente da câmara Municipal Sandro Coelho, concedeu entrevista a um canal local e rebateu as declarações de Christiano.

    Na Coletiva de imprensa o Prefeito afirmou que nas UMEIS não haviam mesas nem cadeiras, que as unidades foram encontradas praticamente vazias. Sandro Coelho refutou a declaração do ex delegado e revelou que 'basta perguntar a população que frequenta as UMEIS se as unidades não tinham mesas ou cadeiras'.

    Demissões em Massa

    Sandro comentou a onda de demissões ocorridas nos últimos dias no executivo e revelou que manteve a maioria dos servidores que atuavam na gestão Roseli:  "Eu não mudei a administração. Eu mantive as pessoas, porque eu acho que o cargo não é político, precisamos de pessoas técnicas. Tanto é que eu não mexi em tantas pessoas na minha interinidade. Para o serviço não parar, porque a população não tem culpa do que acontece politicamente dentro da prefeitura".

    Segundo o prefeito há contas de luz na prefeitura sem pagar desde dezembro do ano passado. Sandro negou ter conhecimento da acusação e diz que a CEMIG não o procurou durante a interinidade. "Fiquei nove meses na prefeitura e ninguém foi até lá cortar o fornecimento de luz do prédio, isto por nove meses. Não é possível que isto tenha ficado sem pagar por nove meses, senão teria sido cortado há vários meses atrás".

    Contratos Super Faturados

    Durante a coletiva o Prefeito afirmou não entender o valor de um contrato de 6 milhões de reais por mês como foi o caso do Instituto Bom Jesus que gerenciou a saúde na cidade. Afirmou ainda que existe suspeita de superfaturamento nestes contratos. Segundo Sandro, os contratos foram amplamente divulgados pela imprensa da cidade e existe uma sindicância no caso do contrato com a APGP. Sandro afirmou que o valor de R$ 6 milhões estaria dentro da realidade do município.

    Funcionários Fantasmas

    Christiano disse ter detectado a ação de funcionários fantasmas na gestão. Segundo o Prefeito um dos funcionários foi abordado e revelou ter sido contratado para cuidar da campanha de Sandro à Prefeitura da cidade. Sandro refutou a informação dizendo que não houve este tipo de contratação e apoiou a iniciativa de se fazer uma auditoria dentro do executivo. "Se tiver irregularidades, os responsáveis precisam ser Penalizados".

    R$ 35 milhões em caixa

    Christiano durante a coletiva contestou os valores de R$ 35 milhões da gestão Sandro Coelho. Segundo o Prefeito, os valores estavam empenhados e há pouco mais de R$550 mil reais em caixa. Sandro revelou que não "Seria louco de entregar um documento na frente de várias pessoas no dia da posse. Aquilo é um documento pessoal, eu tenho uma cópia comigo, o Ministério Público da cidade tem um cópia. Aquele recurso você precisa saber trabalhar com ele. Eu espero como munícipe, que a equipe que ele escalou para administrar a prefeitura saiba trabalha-lo e com a máquina pública. Os Recursos estão lá, ele precisa é aprender a utilizar estes recursos. Nunca se teve tanto compromisso em executar os taqs assinados junto ao Ministério Público". Em sua fala, o interino deu a entender que antes de apontar problemas, o prefeito precisa entender como funciona a máquina pública.

    Aumento da Folha de Pagamento

    O prefeito revela que a folha inflou no último ano com um aumento de 24% nos gastos públicos com o funcionalismo. Acusou a gestão interina de pagar altos salários e desta forma pesar os cofres públicos. Sandro, por sua vez refutou a declaração e desafiou o Prefeito a provar sua tese. "Ele vai ter que comprovar isto. Na Câmara nós vamos atuar ajudando nesta fiscalização, pedindo informações para entender os decretos que foram assinados pelo executivo."

    Curiosamente, o blog recebeu a informação de leitores que dois nomes do Primeiro escalão da Prefeitura de Santa Luzia, nesta nova gestão, estão recebendo vencimentos acima de sua capacidade técnica, o que tem causado desconforto dentro de apoiadores do executivo.

    Possibilidade de uma Terceira Suplementação em apenas 1 ano e meio

    Foi levantada a possibilidade de que a coletiva seja uma manobra do Prefeito para tentar evitar nova suplementação (a terceira) para que a aprovação de contas não precise passar pela câmara de vereadores. "Se passar do percentual dos 30%, realmente ele terá de pedir autorização para a câmara para movimentar os recursos disponíveis no executivo, estourando o orçamento pré aprovado em 2017." afirmou Sandro que ainda declarou que usou somente 14% dos 30% permitidos de suplementação durante sua gestão.

    Concurso público

    Durante a coletiva o Christiano levantou a possibilidade de não haver concurso público. Informações em Off levantadas pelo Blog dão conta de que o alerta de irregularidade veio de dentro da base aliada do Prefeito que detectou problemas com a empresa realizadora em concursos anteriores. Já Sandro coelho revelou que a empresa e o concurso foi auditado pela Fundação João Pinheiro. "O concurso público foi todo realizado dentro das normas legais e todos os procedimentos foram acompanhados pelo Ministério Público e revisado pela Fundação João Pinheiro. O Chefe de RH tomou todos os cuidados necessários para que o concurso possa ser realizado dentro da legalidade".

    Mamógrafos abandonados

    O Prefeito declarou para a imprensa que encontrou Mamógrafos jogados dentro de galpões na prefeitura. Sandro reconheceu ter vários equipamentos 'inservíveis' e que não teve tempo hábil  para reparação dos mesmos. "O equipamento precisa de revisão de técnicos, de manutenção da empresa que vendeu, e não tive tempo para fazer esta revisão. Nosso foco era manter os serviços vitais da prefeitura funcionando"

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine