Header Ads

  • Últimas

    Fake News Dominam campanhas nas Redes Sociais de Santa Luzia


    Seis candidatos buscam o cargo em disputa com fake news e guerra entre campanhas

    Marcada para o próximo domingo, a eleição suplementar para a Prefeitura de Santa Luzia, tem sido marcada pela campanha de ataques mútuos e pessoais e divulgação de fake news entre as equipes dos candidatos. Até aqui, quase todos os nomes na disputa já foram vítimas deste tipo de estratégia, viralizada pelas redes sociais e ampliando a tensão em torno de um pleito já complexo em razão dos fatos ocorridos na cidade.

    Seis candidatos estão na disputa. Além do atual prefeito, Sandro Coelho (PSB), concorrem o delegado Christiano Xavier (PSD), Abraão Gracco (Rede), Aguinaldo Campos (PSDB), João Rasgado (PSOL) e Suzane Almada (PT).

    Nesta semana, as principais vítimas de ataques foram o prefeito interino, Sandro Coelho, presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia, e o delegado Christiano Xavier, delegado de contagem, que disputa sua terceira eleição na cidade. Na segunda-feira, a casa e o comitê de campanha de Coelho amanheceram pichados com palavras favoráveis a Xavier.

    Dias antes, um vídeo com supostas gravações de áudio de pessoas da equipe de Coelho passou a circular nas redes sociais. “Vai ter que ser uma campanha suja. Vamos ter que pegar pesado”, teria supostamente dito o secretário municipal de Educação Mozart Grossi, um dos coordenadores de campanha de Coelho. A assessoria do candidato nega que as gravações sejam reais.

    Coelho e Xavier são vistos como os favoritos do pleito: o pessebista, por já ser conhecido pela atuação como vereador e ser o atual prefeito; e o delegado, por também já ter participado de outras disputas. Em 2016, inclusive, Xavier terminou em segundo lugar. A vencedora do pleito, Roseli Pimentel (PSB), renunciou após pressão e perseguição política por parte de políticos da oposição.

    Reações 

    Os ataques têm mirado os candidatos de siglas grandes. A vereadora Suzane Almada e o ex-vice-prefeito da Gestão Dr Gilberto, Aguinaldo Campos têm sido criticados por pertencerem a legendas que, a nível nacional, se envolveram com escândalos de corrupção.

    “Esses ataques mostram o baixo nível do debate político. A população quer propostas, não quer troca de acusações e ataques”, diz o tucano, que costuma ser alvo de críticas por ter deixado a vice-prefeitura durante a gestão retrasada.

    Marcellus Madureira, jornalista que acompanhou a disputa eleitoral na cidade, disse ter se assustado com a quantidade de boatos espalhados pela internet. “Assim como acontece no mundo, Santa Luzia não ficou fora das fake news. A dificuldade para apurar algumas informações colocou mais lenha na fogueira, e a população ficou ainda mais desinformada”, analisou.

    O empresário João Rasgado é outro candidato que lamenta a situação tensa que rodeia a disputa. “Foi uma campanha muito triste. E é importante ficar de olho, porque quem ataca é quem tem dinheiro pra usar na campanha. E, se não tem, vai pagar a produção desses ataques difamatórios depois com a própria estrutura da prefeitura”, analisa. Rasgado, no entanto, disse que, até o momento, não sofreu ataques de campanha. “E nem fiz”, completa.

    Com informações de O Tempo

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    ads

    Post Bottom Ad

    Info Drive