Header Ads

  • Últimas

    Fake News Dominam campanhas nas Redes Sociais de Santa Luzia


    Seis candidatos buscam o cargo em disputa com fake news e guerra entre campanhas

    Marcada para o próximo domingo, a eleição suplementar para a Prefeitura de Santa Luzia, tem sido marcada pela campanha de ataques mútuos e pessoais e divulgação de fake news entre as equipes dos candidatos. Até aqui, quase todos os nomes na disputa já foram vítimas deste tipo de estratégia, viralizada pelas redes sociais e ampliando a tensão em torno de um pleito já complexo em razão dos fatos ocorridos na cidade.

    Seis candidatos estão na disputa. Além do atual prefeito, Sandro Coelho (PSB), concorrem o delegado Christiano Xavier (PSD), Abraão Gracco (Rede), Aguinaldo Campos (PSDB), João Rasgado (PSOL) e Suzane Almada (PT).

    Nesta semana, as principais vítimas de ataques foram o prefeito interino, Sandro Coelho, presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia, e o delegado Christiano Xavier, delegado de contagem, que disputa sua terceira eleição na cidade. Na segunda-feira, a casa e o comitê de campanha de Coelho amanheceram pichados com palavras favoráveis a Xavier.

    Dias antes, um vídeo com supostas gravações de áudio de pessoas da equipe de Coelho passou a circular nas redes sociais. “Vai ter que ser uma campanha suja. Vamos ter que pegar pesado”, teria supostamente dito o secretário municipal de Educação Mozart Grossi, um dos coordenadores de campanha de Coelho. A assessoria do candidato nega que as gravações sejam reais.

    Coelho e Xavier são vistos como os favoritos do pleito: o pessebista, por já ser conhecido pela atuação como vereador e ser o atual prefeito; e o delegado, por também já ter participado de outras disputas. Em 2016, inclusive, Xavier terminou em segundo lugar. A vencedora do pleito, Roseli Pimentel (PSB), renunciou após pressão e perseguição política por parte de políticos da oposição.

    Reações 

    Os ataques têm mirado os candidatos de siglas grandes. A vereadora Suzane Almada e o ex-vice-prefeito da Gestão Dr Gilberto, Aguinaldo Campos têm sido criticados por pertencerem a legendas que, a nível nacional, se envolveram com escândalos de corrupção.

    “Esses ataques mostram o baixo nível do debate político. A população quer propostas, não quer troca de acusações e ataques”, diz o tucano, que costuma ser alvo de críticas por ter deixado a vice-prefeitura durante a gestão retrasada.

    Marcellus Madureira, jornalista que acompanhou a disputa eleitoral na cidade, disse ter se assustado com a quantidade de boatos espalhados pela internet. “Assim como acontece no mundo, Santa Luzia não ficou fora das fake news. A dificuldade para apurar algumas informações colocou mais lenha na fogueira, e a população ficou ainda mais desinformada”, analisou.

    O empresário João Rasgado é outro candidato que lamenta a situação tensa que rodeia a disputa. “Foi uma campanha muito triste. E é importante ficar de olho, porque quem ataca é quem tem dinheiro pra usar na campanha. E, se não tem, vai pagar a produção desses ataques difamatórios depois com a própria estrutura da prefeitura”, analisa. Rasgado, no entanto, disse que, até o momento, não sofreu ataques de campanha. “E nem fiz”, completa.

    Com informações de O Tempo

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine