Header Ads

  • Últimas

    Aluno é atropelado em Frente à Escola Municipal professora Síria Tébith no Cristina


    Um aluno da Escola Municipal Professora Síria Tébith, que fica no Bairro Conjunto cristina B em Santa Luzia, foi atropelado por um carro de passeio durante a saída das aulas, na tarde desta Quinta-feira 28. Populares informam que havia grande aglomeração de Carros Particulares e Vans Escolares em frente à Escola, quando a vítima foi atingida pelo Veículo. Segundo pessoas ouvidas pelo Blog, o Veículo prata que está na imagem foi o responsável pelo atropelamento. O Acidente ocorreu por volta das 17:20 e o veículo passou por cima da perna da vítima. O SAMU chegou cerca de 20 minutos após ser acionado.


    Moradores da região contam que vans irregulares (sem identificação) circulam livremente e Veículos Doblôs costumam estar lotados de crianças. O Blog foi ao local na manhã desta Sexta-feira e constatou as denúncias. Haviam vários veículos Fiat Doblô transportando crianças de maneira clandestina (já que não é um veículo oficial de transporte escolar) e uma das motoristas, nos confirmou (em off) que transporta crianças (Não são parentes) e que cobra valores abaixo dos cobrados pelas vans. Indagada se teria como oferecer 'seguro' em caso de acidentes, ela revelou que costuma informar este 'detalhe' aos pais que contratam o serviço.

    Em Relação às Vans sem identificação, já havíamos denunciado a situação por várias vezes, aqui no Vitrine. Em Fevereiro, Flagramos até vans com pneus carecas, outras sem a faixa de 'escolar', algumas com documentação vencida e motoristas sem habilitação. Ano passado, um projeto foi aprovado pelos vereadores, após mobilização dos profissionais de vans escolares que atuam no município, que visava aumentar o tempo em que as vans pudessem circular na cidade. Até aquele momento, apenas vans com até 5 anos podiam transportar crianças em Santa Luzia. Com a Pressão da Categoria e mobilização de alguns vereadores e pré candidatos à Prefeitura, este tempo foi estendido para 10 anos. De lá pra cá não houve mais fiscalização e vans escolares em más condições voltaram a circular na cidade.

    Em Maio deste ano, uma van Escolar que transportava crianças, capotou no Bairro Palmital. As características do veículo batem com a Van que o Vitrine denunciou três meses antes e nenhuma medida foi tomada pela Secretaria Municipal de Educação.

    Em contato com a E.M Professora Síria Tébith, os profissionais informaram ao Blog que tomaram todas as medidas para garantir o socorro da Vítima e que assim que ocorreu o acidente ele foi socorrido. Já a Secretaria Municipal de Educação revelou não ter conhecimento do fato. Em relação ao transporte irregular, nos informaram ter conhecimento do fato e que em parceria com a Guarda Municipal estão tentando coibir a prática, porém, o serviço cresceu muito nos últimos anos e reconhecem enfrentar dificuldades na identificação dos infratores.



    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    ads

    Post Bottom Ad

    Info Drive