Header Ads

  • Últimas

    Sindicato explica critérios de escolha dos Postos que receberão gasolina em Santa Luzia


    O Minaspetro divulgou, ontem, 28 de maio, que postos de combustíveis na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) seriam reabastecidos sob escolta da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). A notícia, com grande repercussão, gerou alguns questionamentos, respondidos abaixo pelo Sindicato:

    Quais foram os critérios para a escolha dos postos reabastecidos?

    Os postos foram definidos por estarem localizados em regiões estratégicas, o que possibilitará o abastecimento por um número maior de consumidores em diversos pontos da RMBH; eles integram as redes das companhias Ipiranga e Raízen/Shell.

    Quem fez a escolha dos postos?

    O Comitê de Crise Estadual. A ANP, Procon Estadual, Ministério Público, representantes de companhias distribuidoras e o Minaspetro são apenas agentes consultores da operacionalização deste abastecimento sob escolta. A designação de quais postos recebem o combustível é feita visando contemplar um maior número de consumidores. Não é responsabilidade do Minaspetro elaborar esta listagem.

    Novos postos serão reabastecidos?

    Segundo informações do comitê, o abastecimento sob escolta continuará nas próximas horas para novos locais.

    Sou revendedor; como faço para receber meu combustível sob escolta?

    O Minaspetro reforça que este pedido deve ser feito junto à companhia distribuidora sob a qual o revendedor tem contrato e ao Batalhão da PMMG mais próximo.

    E o interior do estado?

    Para os postos instalados no interior, o Minaspetro recomenda que estes procurem o assessor de sua companhia, a Prefeitura local e o Batalhão da PMMG em sua região, e solicite a operacionalização do transporte do combustível sob escolta.

    Por que limitar o abastecimento em R$ 100,00?

    Durante a reunião do Comitê de Crise Estadual, o valor máximo por cliente de R$100,00 foi definido com o objetivo de contemplar um número maior de veículos.

    Por que a decisão de proibir o abastecimento em galões?

    Segundo a PMMG, proibir o abastecimento em galões visa garantir a segurança dos postos, bem como da população dos locais onde acontecem o reabastecimento pontual. Reforçamos que não é uma decisão do Minaspetro, mas sim do Comitê de Crise Estadual.

    Por fim, o Sindicato relembra que os revendedores têm o compromisso junto ao Ministério Público e Procon-MG de não praticar preços abusivos, sob pena de serem enquadrados nos crimes contra a economia popular, ordem econômica e ordem tributária. Nestes casos, o dono do posto poderá ser preso.

    Fonte: MinasPetro

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine