Header Ads

  • Últimas

    Usuário denuncia que Prefeitura Assinou contrato "sem licitação" com O.S recheada de processos na Justiça

    Foram publicadas nas redes sociais na tarde desta Sexta-feira (10) denúncia de que o Prefeito interino de Santa Luzia, Sandro Coelho, havia assinado contrato ontem à noite com uma Nova OS. Segundo a Publicação, que circula nas redes sociais, o Instituto Bom Jesus foi a empresa escolhida. O Autor afirma que a OS pertence ao Secretário de Governo Giovani e ao Secretário de Comunicação Sérgio Motta. 


    Bruno Sales, autor da denúncia, ainda afirma que a OS possui vários processos em tramitação na Justiça e postou nas redes sociais prints que comprovam sua afirmação:







    De posse de alguns dos processos citados é possível verificar que a maioria é referente a quebra de contrato entre as partes o que é um mau indicativo quando se vai contratar uma empresa para gerir serviços públicos. Outro agravante é a acusação de que as empresas pertençam a secretários. Já tivemos problemas desta natureza durante a Operação Limpeza dos olhos denominada pelo vitrine como Máfia do Lixo, onde um dos vereadores/proprietários de uma empresa (de fachada) contratada pela prefeitura durante a gestão Calixto, usurparam 40 milhões de reais dos cofres públicos da cidade. Até o momento ninguém foi punido. 

    O Vitrine tentou contato com a Prefeitura para explicar o suposto contrato e mais uma vez não obtivemos sucesso. 


    O Autor da Denúncia também usou como exemplo o contrato com a APGP (Associação Paulista de Gestão Pública), outra empresa com extenso curriculum de problemas em contratos públicos e com fama de mau pagadora de funcionários. Este já é o segundo ou terceiro contrato assinado entre a empresa e a Prefeitura. Durante a gestão Calixto/Roseli a empresa também ficou sem pagar os coletores. Na época o argumento era o mesmo: A Prefeitura não havia repassado os pagamentos. Porém na época a Prefeitura havia repassado os valores e a empresa chegou a marcar manifestação para obrigar a Prefeitura a realizar novos repasses, mesmo que ela mesma não tenha cumprido o contrato. Pouco tempo depois o contrato havia sido rescindido.

    Talvez o novo contrato citado pelo denunciante seja pelo mesmo motivo: A SANE é má pagadora e não cumpre seus contratos. Por este motivo, talvez o prefeito interino esteja articulando fazer um novo contrato com nova empresa. Resta aguardarmos para saber ao certo o desfecho de mais esta novela. 


    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine