Header Ads

  • Últimas

    Médicos de Santa Luzia Cruzam os braços após 40 dias sem receber salários



    Recebemos à pouco a informação de que o Hospital Municipal não tem médico. Os profissionais que lá trabalham não foram trabalhar no dia de hoje. Motivo: Falta de salários! A notícia não me surpreende, infelizmente. Já havia divulgado uma nota alertando desta possibilidade durante a semana. Segundo apuramos, os salários não estão sendo pagos há cerca de 40 dias. Santa Luzia é uma das cidades da Região Metropolitana de BH com melhor salário entre os profissionais de saúde. Porém os salários destas profissionais não vem sendo pagos. Segundo o Prefeito interino Fernando César, não há dinheiro em caixa para honrar compromissos com funcionários terceirizados.

    Segundo a assessoria da Prefeitura, há uma promessa de pagamento aos terceirizados para a próxima segunda-feira 23, porém esta já é a terceira promessa feita só esta semana.

    O impasse ocorre porque não há dinheiro em caixa para a pasta da saúde (segundo o executivo) e para sanar o problema o prefeito pediu à Câmara Municipal uma suplementação na ordem de R$ 45 milhões de reais. A suplementação visa realocar de uma pasta para outra, recursos que não estão sendo usados ou que não foram previstos no orçamento inicial. A Cidade tem o dinheiro porém não pode gastar já que existe responsabilidade fiscal por cada pasta. Se os valores captados não forem declarados o executivo será responsabilizado na lei de responsabilidade fiscal.

    Aproveitando a polêmica, a Oposição e cabos eleitorais de pré candidatos, articulam um movimento para impedir a liberação da tal suplementação. O Argumento é de que já foram liberados outros 80 milhões no ano passado, o que segundo eles, é mais do que suficiente para manter a máquina pública funcionando. O Grande problema é que novos contratos foram firmados e outros contratos rescindidos. Por este motivo o orçamento inicial programado pelo governo Roseli, extrapolou, fazendo com que os gastos com a pasta da saúde se elevassem a níveis astronômicos. Para manter a situação descontrolada, membros colegiados ligados à oposição impetram denuncias via MP e TRE, fazendo com que o prefeito seja afastado, portanto não tenha condições de governabilidade e muito menos de resolver estas pendências. Sem Prefeito, secretários e pessoas nomeados por parceiros ou partidos políticos, reorganizam pastas e manipulam recursos. Por este motivo há sempre descontrole nas contas. Quanto mais se denuncia, quanto mais se processa, mais descontrole é gerado e por sua vez o executivo se desmonta a cada novo afastamento do gestor.

    Existe um movimento que tem por objetivo destruir o executivo e criar o caos e entre seus articuladores há políticos, representantes dos poderes e pessoas ligadas aos tribunais. Seu objetivo é lançar candidato, o eleger e se manter no poder na cidade.

    MANIFESTAÇÕES NAS REDES SOCIAIS

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Info Drive