Header Ads

  • Últimas

    Cohab Fará Mutirão para resolução de pendências com moradores do Palmital a partir de 27 de novembro


     


    Até 01/12, audiências de conciliação resolvem pendências com os mutuários do Conjunto Palmital em Santa Luzia.

    Dos 360 casos que serão atendidos até 31 de outubro, 256 se referem a débitos dos financiamentos. Um segundo mutirão, que deve incluir também moradores de outros conjuntos habitacionais, como o Palmital, será realizado na Semana Nacional da Conciliação, de 27 de novembro a 1º de dezembro. Para a ocasião, estão previstas 300 audiências. Desse total de casos, 250 são para a negociação de débitos. Dados da Cohab apontam que, apenas no Conjunto Palmital, 1,3 mil mutuários estão com pagamentos em atraso.

    “A conciliação é um caminho importante, porque, se não houver um acordo com esses moradores, a Cohab vai ajuizar ações para rescindir os contratos existentes e requerer a reintegração de posse dos imóveis”, explica Clóvis Pupo Nogueira, assessor jurídico da Cohab. Exatamente para impedir que as pessoas percam suas moradias e para que os casos sejam resolvidos de forma mais célere, foi firmada uma parceria, em março deste ano, entre o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e a Cohab, por meio do presidente do Tribunal, desembargador Herbert Carneiro, do presidente da Cohab, Alesssandro Marques, e do procurador jurídico da companhia, Flávio Albuquerque.

    Muitos moradores que não foram convidados para essa primeira fase do mutirão têm procurado o Cejusc para tentar resolver seus casos. Alguns chegam ao local com toda a documentação necessária e, na medida do possível, têm sido atendidos e saído do local com suas escrituras.

    O Cejusc funciona na Avenida das Indústrias, 210, Vila Olga, em Santa Luzia.

    Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
    Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Info Drive