Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Vereadores da Máfia do Lixo se unem à oposição para dividir prefeitura depois da queda de Roseli



O pior pesadelo do Luziense pode enfim tornar-se verdade, ver no poder ou em cargos de confiança em um possível Governo de transição, os ex Vereadores derrotados nas Urnas e apontados pela Justiça na Máfia do Lixo.
Carlos Norris

O Vitrine teve acesso com exclusividade a áudios divulgados pelo ex Vereador Ailton da associação, que foi apontado pelo Ministério Público como um dos 10 vereadores envolvidos na Máfia do Lixo. Nas Gravações, o Ex Vereador afirma que após as condenações de Roseli pelo TRE, a vitória da oposição é certa. Afirma ainda no áudio, que é possível negociar cargos dentro da Prefeitura assim que seus indicados forem eleitos.

Segundo Marques (nome fictício, já que o autor da denúncia não quis se identificar temendo represálias), o  áudio foi capturado em um grupo fechado do Whatsapp denominado "Governo Paralelo", onde supostamente membros da oposição se reúnem para articular formas de derrubar o atual Governo. Marques afirma que entre os membros do Grupo estão Ailton da Associação (apontado na Máfia do Lixo), Lacy Dias (Apontado na Máfia do Lixo),O ex Vereador David, o ex candidato a Prefeito Christiano Xavier, Ex Secretários exonerados da Gestão Calixto/Roseli (que foram apontados na Máfia do Lixo), dentre articuladores políticos da oposição que divulgam e compartilham montagens e Boatos nas redes sociais.

Manipulação da Informação

Para que as acusações contra a prefeita tenham mais efeito e atinjam mais pessoas, Marques afirma que o grupo está financiando publicações, fato este o lançamento de um novo Jornal de nome Gazeta Luziense que tem por intuito disseminar as informações discutidas e debatidas no grupo.


Marques ainda afirma que um dos assessores do Vereador Ailton trabalha ou tem contatos fortes dentro da Rede Record de Televisão, por este motivo, a emissora tem divulgado tantos artigos denunciando a atual gestão. Marques ainda diz que na maioria dos artigos a emissora só faz contato com a prefeitura após a conclusão da matéria e que curiosamente sempre é anunciada nas redes sociais horas antes de ser divulgada na tv. "Como a oposição tem esta informação de que irão exibir uma matéria contra a Prefeita, horas antes de ser publicada". No Facebook, um dos ex Assessores do Ex candidato a Prefeito de Santa Luzia Christiano Xavier, Alexandre Nery, divulgou, antes da exibição de um informativo na Rede Record, nota em seu perfil pessoal antecipando uma matéria que visava a Prefeita da cidade. Uma usuária e amiga do assessor questionou a antecipação da informação. (vide imagens acima).


Alexandre também divulgou em seu perfil pessoal imagem em que aparece segurando a nova edição do informativo "Gazeta Luziense" apontado por Marques como um dos veículos da oposição para espalhar boatos, montagens e artigos contra a Prefeita da Cidade. É possível perceber na capa do "jornal" a chamada de capa: "Novas eleições ou posse do segundo colocado em Santa Luzia". Segundo Marques, a chamada é uma prerrogativa de condenação, mesmo que a matéria tenha sido publicada dias antes de qualquer condenação. O denunciante afirma que a ideia é pressionar a condenação utilizando-se de todos os meios possíveis, criando assim um ambiente ingovernável, passível de influenciar a população contra o Executivo e o Legislativo.


Além da Rede Record, divulgamos aqui no Vitrine, que a oposição e o chamado Governo Paralelo contrataram um canal politico que atua na cidade de São Joaquim de Bicas, para fazer uma matéria contra a Prefeitura, durante  o recesso de 21 de abril. Um alerta também foi divulgado na época pelo ex assessor do Ex candidato Christiano Xavier. Segundo um artigo que publicamos no dia 23 de abril, o custo do programa que foi ao ar na Rede Bandeirantes, gira em torno de R$ 30 mil. Marques nos revelou que na época, divulgaram no grupo que participa no Whatsapp e que pertence a membros da oposição, que o programa receberia uma "Ajuda" para ir ao ar. Apesar das inúmeras denúncias, a repercussão foi negativa, já que a maioria dos leitores do vitrine criticou a produção amadora do programa.

Confira abaixo os áudios na integra:



 No áudio o vereador afirma que o objetivo é pegar os 20, 30 mais votados da cidade,  chamar para um grupo, bater papo, fazer  reunião, para ter milhares de votos para no pleito trocar por uma secretaria, cargo de prefeito, vice prefeito e repartir o bolo por igual.  Ele afirma ainda que estava indo a uma reunião para "escolher nomes" e que vai colocar um suposto Vanderlei (interlocutor) dentro do "bolo". 

No dia 08, uma ação contra a prefeita da cidade Roseli Pimentel foi divulgada pela imprensa da cidade impetrado por dois ex vereadores: Lacy Dias (apontado como participante da Máfia do Lixo) e David Martins. Segundo Marques, ambos fazem parte do suposto Governo de transição e a ação visa dar credibilidade à ambos em busca de um cargo na gestão. 


Mais Informações

Postado por Moderador às 11:53. Marcadores , , , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às 11:53. Marcadores , , , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

0 comentários for "Vereadores da Máfia do Lixo se unem à oposição para dividir prefeitura depois da queda de Roseli"

Leave a reply

ajude o Vitrine

New