Header Ads

  • Últimas

    Qualidade da água do Rio das velhas que atravessa Santa Luzia está ameaçado pela Mineração

     
    http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/comeca-expedicao-para-analisar-qualidade-da-agua-do-rio-das-velhas-que-abastece-belo-horizonte-e-regiao.ghtml

    Ambientalistas iniciaram percurso na nascente em Ouro Preto e seguem até Santa Luzia; curso d´água está ameaçado pela mineração.

    A qualidade e o volume de água no Rio das Velhas vão ser avaliados por uma expedição de ambientalistas, desde a nascente em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, até Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O trabalho começou no fim de semana e vai até o início de junho. O Rio das Velhas abastece a capital mineira e está ameaçado pela mineração e pela ocupação desordenada do solo. 

    O curso d’água nasce no Parque Municipal Cachoeira das Andorinhas, em Ouro Preto. Neste ponto, brotam as águas que abastecem a maior parte da Região Metropolitana de BH. 

    “Nós estamos aqui primeiro para ter esta energia, a energia de onde ele nasce, de onde ele brota e mostrar que rios têm que ser desta qualidade. E que as ações que nós temos que fazer é para manter ambientes neste nível que nós temos aqui na Cachoeira das Andorinhas e ao longo do trajeto que vamos passar nesta semana”, disse o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas e coordenador-geral do projeto Manuelzão, Marcus Vínicius Polignano. 

    Durante sete dias, os canoístas expedicionários vão percorrer quase 300 quilômetros pelo rio. A equipe tem biólogos, geógrafos, engenheiros e analistas ambientais, que vão fazer um diagnóstico do alto da Bacia do Rio das Velhas. A avaliação será entregue a diversos órgãos ambientais. 

    “Participei em 2003, e o rio nos mostrou uma realidade muito ruim naquela época. Remamos em 2009 com águas um pouco melhores, um pouco mais de presença de espécies, da volta dos peixes para o rio. E, agora, nós vamos fazer uma avaliação crítica também em relação a todo o processo de revitalização para ver o que avançamos e o que precisa ainda corrigir”, disse o analista ambiental Ronald Guerra. 

    Em 2010, a meta era possibilitar que as pessoas pudessem nadar e navegar nos trechos mais próximos da Região Metropolitana, o que não ocorreu. 

    “O que não foi possível devido à falta de captação e tratamento de esgoto. Mobilização com as pessoas também. Agora, com as redes sociais, o pessoal está entendendo o pertencimento que tem à Bacia, ao rio. Então, qualquer impacto que há, qualquer mudança na coloração, cheiro, aparência da água, a gente ativa estes grupos e estamos descobrindo o que está acontecendo com o rio”, disse o aquicultor Eric Sangiorgi. 

    Pelo caminho, os ambientalistas também vão mobilizando as pessoas, deixando claro que a preservação é de responsabilidade de todo mundo. 

    “É um privilégio, porque eu conheci o Rio da Velha no trecho de Sabará, Raposos. E ver que o Rio das Velhas é outra coisa aqui, aqui ele é preservado, que a gente tem aqui um rio propriamente com vida, não é mesma coisa quando vai descendo. Dá vontade de trazer este rio que você tem aqui para outros locais em que ele está mais degradado”, disse a bióloga Adriana de Carvalho. 

    A primeira parada da expedição foi São Bartolomeu. Ao longo do trajeto, o grupo vai colher assinaturas em apoio ao programa de revitalização do rio, que vai ser lançado no fim da expedição.
    “É mais uma união pelo bem comum que é o rio. O rio é a essência desta região em termos de vida, de economia. Temos que lembrar que mais de 50% pelo menos da água de Belo Horizonte provêm do Rio das Velhas. Então a morte ou vida do rio significa também a segurança hídrica da bacia e da região metropolitana de Belo Horizonte”, acrescenta o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. 

    Fonte: G1

    Um comentário:

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine