Header Ads

  • Últimas

    Garoto Mineiro morre ao jogar 'Baleia Azul' na internet


    O jogo "Baleia Azul" pode ter provocado a morte de um jovem de 19 anos em Pará de Minas, na região Central do Estado, nessa quarta-feira (12). O desafio que viralizou na internet, leva os participantes ao suicídio. 


    A companheira de Gabriel Antônio dos Santos Cabral contou à Polícia Militar (PM) que tinha passado à noite na casa da mãe e que quando foi para sua casa, encontrou Cabral deitado de barriga para baixo, possivelmente sem vida.
    O Corpo de Bombeiros esteve na casa, na rua Paulo Roberto Amaral, no bairro Serigueiras, e constatou o óbito. Dentro da residência, foram encontradas cinco cartelas de Cloridrato de Amitriptilina 25 mg - remédio de uso controlado - um total de cem comprimidos, que teriam sido ingeridos pela vítima.
    A mãe de Cabral informou à PM que o filho há mais ou menos um mês estaria participando de um "aplicativo" chamado de "Baleia Azul" e que o comportamento dele mudou, desde então. Disse também que o filho trabalhava de carteira assinada, não tinha vícios, e tinha uma filha de um mês de vida.
    Foi apreendido o celular da vítima, uma vez que possa ter informações que ajudem na elucidação dos fatos.
     
    O "Blue Whale Challenge"
    Desafio começou na Rússia e já preocupa autoridades médicas em todo o mundo. O jogo consiste em incitar os participantes, geralmente em grupos secretos no Facebook, a completar 50 desafios, que conduzem lentamente à morte.
    Há uma crença popular que diz que a baleia azul seria capaz de se suicidar indo voluntariamente encalhar na praia e isto teria inspirado a "brincadeira".
     
    Os 50 passos
    No começo, as tarefas dadas aos adolescentes são mais simples: desenhar uma baleia em uma folha, passar a noite em claro ouvindo música triste ou vendo filme de terror. Depois, elas vão ficando mais perigosas: os participantes são ordenados a tatuar uma baleia no braço, feita com uma faca ou uma lâmina de barbear.
    Entre as tarefas, eles também são comandados a insultar os pais, se mutilar nos lábios e, enfim, no 50º desafio, atentar contra a própria vida.
    Os participantes dessa prática cumprem uma tarefa por dia. A lista do que fazer é entregue aos poucos por uma espécie de tutor, quase sempre o administrador de uma página secreta no Facebook. A todo momento, eles são avisados de que este é um jogo sem volta.
    Na Rússia, ao menos uma pessoa foi detida por envolvimento nesse esquema suicida. Em alguns casos, quando os adolescentes chegaram à reta final dos desafios, eles trocaram a foto de capa do perfil na rede social por uma imagem de uma baleia azul.

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine