Header Ads

  • Últimas

    Excesso de indicações inúteis, desrespeito e despreparo marcam atuação da Câmara em 2017



    Mal começou o ano de 2017 e a câmara Municipal de Santa Luzia já conta com incríveis 259 indicações. Cada um dos 16 vereadores tem direito a fazer 3 indicações, o que dá uma média de 48 indicações para cada sessão. O mais curioso e tosco desta soma, são os pedidos dos vereadores, que em sua maioria são pedidos de recapeamento de ruas, manutenção de iluminação Pública e sinalização de vias. Serviços que podem ser feitos por qualquer Luziense, mediante contato via telefone, e-mail ou pessoalmente através da Ouvidoria da Prefeitura.

    Não importa o Gestor ou quais vereadores ocupem as cadeiras na Câmara, o Procedimento é o mesmo. A grande Maioria não sabe sequer o papel desempenhado por um vereador, quanto mais sua função de fiscalizador do Serviço Público. As Brigas são frequentes. Entra e sai gestão e vereadores em vez de Fiscalizar, brigam entre sí para tornarem-se pais das obras realizadas pela prefeitura. A grande maioria monta comitês em bairro próximos às Suas residências e ali delimitam território. Todas as obras realizadas naquela região devem pertencer e ser creditadas ao vereador do território. Que os demais bairros que se lasquem, eles só são importantes durante as eleições, depois servem apenas como estatística. 99% das indicações são territoriais! O Vereador que deveria zelar pela cidade, vigia apenas sua região eleitoral. Apesar de efetivamente não fazer nada por ela, pois vive de ações do executivo e de parabenizar ou criticar o que não foi feito ou o que foi realizado e claro, entregar prêmios em ações eleitoreiras usando de dinheiro público.




    As brigas por território são constantes, quando se deparam com um pedido de um colega solicitando a mesma melhoria, logo usam o microfone da Casa para gritarem em alto e bom som que já fez uma indicação semelhante, aos moldes da “nova” solicitada. Alguns pedidos são semelhantes aos já apresentados em legislaturas passadas, como por exemplo, o pedido de implantação de uma rotatória no trevo do Vésper – palco de inúmeros acidentes – Mas, na prática, os parlamentares ainda não tiveram os pedidos atendidos pelo executivo. Falta de conhecimento do vereador, dos assessores ou seria uma tentativa de emplacar o pedido, alegando que não sabia do pedido idêntico do colega?


    ZAP ZAP E COCHILOS
    Um outro fato que tem chamado a atenção  é a utilização do telefone celular durante as reuniões. É comum ver um (a) vereador (a) usando o smartphone (daqueles modelos modernos e caros) enquanto um colega faz o uso da palavra, por exemplo. Tem vereador cara-de-pau que até atende o celular durante as reuniões, sem a menor parcimônia. Também não é dificil flagrar um ou outro paramentar dando aquela famosa “pescada” – tiram um cochilo mesmo que rápido no plenário.

    SEM LIMITE 
    Está no Regimento Interno da Câmara: cada vereador poderá utilizar o microfone da Casa pelo prazo máximo de 5 (cinco) minutos. Na prática, alguns extrapolam e muito o tempo que lhe é permitido. Tem vereador que fala durante os cinco minutos, ouve o sinal ecoar alto, vê no painel que o tempo acabou e, mesmo assim, ainda fala por mais cinco, seis, sete minutos. Um desrespeito para com os colegas e, principalmente, para com quem acompanha a reunião, seja na galeria da Casa ou pela internet durante as nossas transmissões.

    “MUDOS”
    Enquanto poucos falam por muito tempo, muitos entram mudos e saem calados. O novato André Leite é um desses caladinhos.

    ENQUANTO ISSO…
    Em meio a “paternidade” das obras, demora de atendimento dos pedidos por parte do executivo, desrespeito às regras da Casa, uma olhadinha rápida no WhatsApp, etc, quem sofre com tudo isso é a população, que está cada vez mais descrente da política. “Eu não acredito mais em político nenhum. Isso aqui mais parece um circo. A gente vota, mas depois fica envergonhado de assistir uma reunião dessa”, disparou um morador que atentamente acompanhava a última reunião e pediu para não ser identificado.

    Foto e Informações: Virou Notícia

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine