Header Ads

  • Últimas

    Dia de paralisação tem serviços fechados e protestos em BH e região metropolitana

    Metrô não circula na capital mineira e escolas estão fechadas. Em Betim, manifestantes fecharam parte da BR-381.

     A quarta-feira é marcada por paralisações e protestos contra a reforma da Previdência Social em todo o país. Em Belo Horizonte, o metrô não circula e postos de saúde estão fechados. As escolas também não funcionam hoje. Uma manifestação está marcada para esta manhã na Praça da Estação, Centro da capital, e haverá passeata, o que pode impactar o trânsito. Cerca de 400 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST protestam na BR-381, na descida da Petrobras, em Betim. O trânsito ficou parado no sentido Betim, com reflexos até o Bairro Amazonas, mas o trânsito já foi liberado.

    A BR-262 registra três pontos de interdição nesta manhã. Ativistas do MST interditam a pista no KM 578, em Campos Altos, no Alto do Paranaíba; no KM 116, em Manhuaçu, na Zona da Mata e no perímetro entre os quilômetros 50 e 51,  entre os municípios de Manhuaçu e Realeza. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), não há previsão para liberação do trânsito nos locais.

    Outra rodovia com pontos de interdição é a BR-116. Segundo a PRF, manifestantes de movimentos sindicais rurais e da educação, fecham a via, nos dois sentidos, no KM 552, próximo ao município de Santa Bárbara do Leste.

    Como antecipado pelo Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindmetro), os trens não circulam em BH hoje, mesmo com a liminar obtida pela CBTU junto ao Tribunal Regional do Trabalho determinando o funcionamento de “no mínimo 80% dos trens, no horário das 05h30 às 10h e das 16h às 20h, de segunda a sexta-feira, e de, no mínimo 50% nos demais horários e dias da semana”. Por meio de nota, a Companhia informou que a decisão impõe multa de R$ 250 mil ao sindicato pelo descumprimento da liminar.

    Já os ônibus operam normalmente. O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Belo Horizonte (STTR-BH) informou ontem que vai participar das atividades da data, mas não há paralisação marcada. Se houvesse algum protesto, será de forma espontânea, por parte dos trabalhadores.

     Com o metrô totalmente fechado nesta manhã, a população que usa o transporte sobre trilhos teve que mudar a estratégia para não perder o dia de trabalho. Na Estação São Gabriel, o casal Júnior Nunes, de 30 anos, e Daiane Nunes, de 26, precisou recorrer ao Move municipal. "Viemos de Santa Luzia com o Move Metropolitano e pegaríamos o metrô. Eu para a Gameleira e ela para Santa Tereza. Agora teremos que pegar mais dois ônibus", diz Júnior. As soldados da Polícia Militar Marina Alves e Aline Soares estão encarregadas de policiar a estação nesta manhã e já atenderam mais de 50 pessoas perguntando qual ônibus pegar sem o metrô. "A maioria sabia que o metrô ia parar, mas não sabe qual ônibus pegar", afirma a soldado Aline.

     O auxiliar de serviços gerais Silvestre Elias de Moura, de 49 anos, disse ter sido surpreendido com a paralisação do metrô e teve que recorrer ao Move para chegar no Barro Preto, mas calcula que vai atrasar mais de uma hora para chegar no serviço. "Vim do Bairro Vista do Sol para a estação e pegaria o metrô para descer no Carlos Prates. Agora, vou pegar um ônibus para o Centro e caminhar o dobro. Tive que ligar e avisar que vou atrasar", afirma.

    Professores de grandes escolas da rede particular anunciam que também cruzaram os braços contra a reforma da Previdência  As redes estadual e municipal de educação decretaram paralisação e greve geral. Complemente sua aposentadoria: compare investimentos e dependa menos da previdência social – Patrocinado

    O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Israel Arimar, informou que ainda não há um balanço dos serviços afetados pela paralisação. “Nossa previsão é de que os postos (de saúde) estarão fechados ou com a presença mínima de trabalhadores. Nas Upas e no Hospital Odilon Behrens, a gente mantém pelo menos 30% funcionando”, explicou.

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine