Header Ads

  • Últimas

    PM de Minas irá aderir a movimento nacional de paralisação nesta semana?


    A onda de crimes que tem marcado a semana no Espírito Santo se transformou em motivo de preocupação para os mineiros. Fotos e vídeos publicados em redes sociais nos últimos dias dão conta de que a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) também pode ser impedida de atuar nas ruas, o que levaria a um caos semelhante ao visto principalmente na Grande Vitória. Mas será que isso é verdade?

    As mensagens sobre a suposta paralisação têm sido compartilhadas por meio do Facebook e do Twitter. Em um vídeo, é possível ver o deputado Sargento Rodrigues (PDT) em cima de um trio durante um protesto em frente à Assembleia Legislativa. Ele aparece ao lado do Cabo Coelho, presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG). Na gravação, os dois falam sobre o aquartelamento dos policiais, ou seja, a possibilidade de todos ficarem reclusos dentro dos batalhões e companhias por tempo indeterminado.


    Internautas falam sobre o mesmo assunto em diversas outras postagens nas redes sociais. Em uma publicação, existe a informação de que a PMMG terá as atividades paralisadas, assim como as corporações do Alagoas, Piauí, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Segundo o texto, o alerta foi emitido por um militar da ativa. O conteúdo foi postado em diversas páginas que apoiam a intervenção militar. Veja alguns dos compartilhamentos abaixo:




    Mas a PMMG pode realmente suspender suas operações em todo o Estado nesta semana? 
    Segundo a assessoria de imprensa da corporação, o vídeo que repercute entre internautas mineiros foi gravado ainda em 2016 durante uma manifestação em que policiais se posicionavam contra o Projeto de Lei Complementar (PLC) 257. A proposta se transformou em alvo de críticas e protestos por sugerir o congelamento do plano de carreira da categoria. Ainda de acordo com a PM mineira, nenhum dos conteúdos que viralizaram nas redes sociais relacionados à corporação são recentes. “Não há, na atualidade, nenhum vídeo ou mensagens de autoridades, de membros do legislativo, de associações ou de policiais da PMMG que reverberem ou que se associem a situações ocorridas no estado vizinho”, ressaltou a PMMG por meio de nota.

    Fonte: BHAZ

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine