Header Ads

  • Últimas

    Agora você poderá encontrar Emprego direto pelo Timeline do Facebook

    O Facebook está testando uma nova ferramenta que torna possível para páginas oferecer vagas de emprego. A ação, que invade o terreno do LinkedIn, deixará mais clara a disponibilidade de posições para contratação nas empresas. A novidade mostra uma tendência da rede social de Mark Zuckerberg em fazer com que as pessoas precisem sair cada vez menos da sua plataforma para encontrar informações. A função existe desde o ano passado, quando a ferramenta ainda estava na fase inicial de testes. Agora, vai começar a operar nos Estados Unidos e no Canadá para aprimorar os seus recursos antes de expandir.

    O objetivo é aproveitar o tempo livre dos usuários para fazer com que eles se conectem a novos postos de trabalho. Os donos das páginas também poderão impulsionar as vagas para que elas estejam mais visíveis nos feeds das pessoas. A promessa é de que todo o processo de preenchimento e divulgação da oferta dure menos de três minutos para estar completo. Quem estiver buscando por um funcionário receberá as propostas dos candidatos no Facebook Messenger— o que pode prejudicar o LinkedIn.

    Para postar vagas, as empresas deverão usar a seção “jobs”, cadastrar a posição que está aberta e outras informações como salário, carga horária e habilidades esperadas. Depois, a vaga aparecerá no feed de notícias como um post normal e em um novo menu. Já para os usuários que curtiram a página, a vaga aparecerá como uma notícia comum acrescida de um botão de “candidatar-se”. A validade do post será de 30 dias e após isso será desativado automaticamente.

    A ferramenta pretende facilitar a vida de candidatos que queiram disputar as vagas. Quando usuários da rede social clicarem em “candidatar-se” será gerado um currículo inicial resumido com as informações do seu perfil, como nome e histórico de empregos, que poderá ser editado antes de enviar.

    O Facebook afirma que este ainda é teste e que será utilizado como uma forma de aprendizado sobre o tema. O produto de recrutamento será lançado somente nos Estados Unidos e Canadá e não há informações sobre possível expansão para outros países no momento, incluindo o Brasil.

    O Linkedin, referência na área, oferece uma opção semelhante a do Facebook. Os recrutadores podem clicar no menu “empregos” e depois em “anunciar uma vaga”, mas opções especiais são liberadas apenas nos planos premium. O cadastro é bastante completo e permite receber notificações de interessados por e-mail. O sistema também torna possível visualizar informações sobre quem visualizou a vaga e do perfil dos candidatos, além de permitir patrocínio para torná-la mais visível no feed.

    Techtudo

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine