Header Ads

  • Últimas

    Homem é assassinado na casa da Namorada no Bairro Nova Esperança em Santa Luzia

    Namorada da vítima disse que saiu de casa para comprar cigarros e, ao retornar, encontrou o homem morto com dois tiros; ninguém foi preso.

     Um emboscada armada para matar um motorista, nessa terça-feira (24), em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, tem aguçado a curiosidade dos moradores do bairro Nova Esperança, onde o crime aconteceu, e da Polícia Civil. Sérgio Felippe Dias, de 37 anos, foi morto com dois tiros, por volta das 23h, na casa da namorada dele. A mulher alegou que não estava em casa na hora do crime, pois havia saído para comprar cigarros.

    Sérgio morava em Confins, na mesma região, e há cerca de três meses estaria namorando a mulher, dormindo em dias alternados na casa dela. “O que nós pedimos é que a justiça seja feita, Deus vai cuidar disso. Meu irmão era uma pessoa boa, e vivia aqui com a gente sem problemas, foi só ele começar a namorar esta mulher para terminar desse jeito”, desabafou o taxista Sidney Dias, de 34 anos, irmão de Sérgio.  Procurada nesta quarta-feira (25) pela reportagem do Super Notícia, a mulher não foi encontrada para comentar as declarações do taxista.

    À Polícia Militar (PM), a namorada de Sérgio contou que ao voltar de um bar, onde havia ido comprar cigarros, o marido já estava morto. A vítima estava caída em um dos quartos, sangrando muito. A perícia constatou que o homem foi atingido com dois tiros, um no rosto e um no pescoço. Apesar de haver um bar em frente a casa da mulher – que estava aberto na hora do crime –, ela afirmou que ficou cerca de 15 minutos fora de casa.

    Após ligar para a polícia, a mulher acionou o irmão de Dias pelo WhatsApp. Foi Sidney quem levou a vítima até o hospital Risoleta Tolentino Neves, na Vila Clóris, região Norte da capital. “A gente tentou o mais rápido possível chegar com ele no hospital, mas não deu. Ele já estava sem vida quando deu entrada lá”, afirmou o irmão.

    Reservado. Segundo conhecidos de Sérgio, ele era uma pessoa tranquila, e sem problemas. “Ele sempre foi assim, reservado. Nunca foi de se envolver em brigas ou confusões. Por isso é até difícil entender o que pode ter acontecido”, disse um amigo da vítima.

    O motorista tinha sete filhos, todos menores de idade, mas apenas dois viviam com ele na casa da família, no centro de Confins. “Agora a gente que vai ter que dar força para eles. Porque é difícil ver um parente seu ser morto assim. Ele sempre foi batalhador, é difícil entender o que possa ter acontecido”, afirmou Sidney.

    Ao final da tarde desta terça-feira, o corpo de Sérgio foi liberado para velório enterro.

    Moradores suspeitaram que vítima havia furtado a namorada

    Uma informação levantada anteontem por moradores do bairro Nova Esperança será usada como pista em busca dos suspeitos pela Polícia Civil. Há cerca de 15 dias, quando uma televisão e um videogame foram furtados da casa da namorada de Sérgio, o dono de um bar próximo à casa viu quando alguns homens o abordaram e questionaram se ele havia sido o responsável pelo sumiço dos aparelhos.

    “É até uma sacanagem envolverem o meu irmão nisso. Santo ninguém é, mas tenho certeza que ele não tem nada a ver com isso. Quero que a polícia apure para saber se a namorada não possa ter facilitado a entrada na casa de quem matou meu irmão. Os criminosos precisam ser punidos”, disse Sidney Dias, irmão de Sérgio. Ele classificou como “suspeita” a versão da história contada pela mulher. Ninguém foi preso.


    Fonte: O Tempo

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine