Header Ads

  • Últimas

    Policia Militar e Bombeiros ameaçam Greve em Minas Gerais

    Fernando Pimentel se encontra com a corporação às 16h na Cidade Administrativa; categoria fez manifestação nesta tarde contra a aprovação da PLP 257, que renegocia a dívida dos estados.

    O governador Fernando Pimentel (PT) se reúne na tarde desta segunda-feira (19) com representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para discutir sobre o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257, que trata da renegociação da dívidas dos Estados. As categorias ameaçam uma greve branca a partir desta terça-feira (20), com os agentes ficando dentro dos quartéis, contra a aprovação da proposta do governo federal.
    O movimento grevista foi confirmado pelo deputado estadual Sargento Rodrigues (PDT). "Essa PLP simplesmente acaba com a carreira da polícia, e não vamos aceitar isso", afirmou.
    Em áudios que circulam nas redes sociais, é possível ouvir o deputado afirmando durante a assembleia realizada nesta manhã no Clube dos Oficiais, no Prado, região Oeste de Belo Horizonte, que os coronéis estariam cientes e concordam com o movimento. "A gente está acordado, hoje é do recruta ao coronel. Os coronéis estão cientes do que estamos falando. Não vamos aceitar que governador nenhum venha atacar a PM", diz Rodrigues.

    A ordem é para os militares de folga, férias e aposentados participarem de uma nova manifestação marcada para 10h desta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Enquanto isso, os policiais em serviço devem responder às chamadas nos quartéis, sem saírem para a rua.
    As mensagens já circulam entre diversos grupos. "BH vai virar um caos de hoje para amanhã", diz um dos textos. "Avisem seus amigos e familiares para não saírem de casa. Greve branca a partir desta sexta-feira (19-12-2016)", diz outra imagem que circula nas redes.
    Assembleia
    Mais cedo centenas de oficiais do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar fizeram uma assembleia para discutir o projeto e, em seguida, saíram em manifestação até a ALMG, no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.
    Segundo informações da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra-MG), a reunião visava discutir sobre o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257, que trata da renegociação da dívidas dos Estados.
    Ainda de acordo com a associação, o governo federal criou uma força tarefa para votar o projeto, que imporia perdas para os servidores públicos e militares, como corte de benefícios, congelamento de salário, além de mudanças na previdência e no regime jurídico das corporações.

    Fonte: O Tempo

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    ads

    Post Bottom Ad

    Info Drive