Header Ads

  • Últimas

    Tragédia: Criança de 3 anos morre ao cair do 8º andar de prédio

    Criança estava sozinha em casa com a mãe. Tragédia ocorreu no Conjunto IAPI, na Região Noroeste da capital.

    Um garoto de apenas 3 anos de idade morreu na noite desse sábado, em Belo Horizonte, depois de cair do 8º andar do prédio onde morava com a mãe, uma jovem de 23. A família reside no Conjunto IAPI, na Avenida Presidente Antônio Carlos, no Bairro São Cristóvão.

    De acordo com a Polícia Militar, a mãe do garoto relatou que estava sozinha com ele em casa. Enquanto estava no banheiro, ela ouviu o barulho da janela sendo aberta e foi checar o que estava acontecendo. Ela não encontrou o filho no apartamento e, ao se debruçar sobre a janela, viu a criança caída no chão.

    A jovem acionou os vizinhos, que a ajudaram a socorrer o menino. Ele foi levado para o Hospital Odilon Behrens, onde deu entrada com vida mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A PM foi acionada somente no hospital, quando a mãe foi autuada e levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, no Bairro Floresta, na Região Leste.

    Segundo a PM, não consta no B.O.  a informação sobre como o garoto teria conseguido abrir a janela sozinho e se havia algum móvel encostado próximo ao local da queda.

    O delegado Emílio de Oliveira e Silva informou que a mãe foi autuada no crime de abandono de incapaz qualificado pelo resultado morte, o que pode levá-la de prisão de 4 a 12 anos  se condenada. O delegado informou que não descarta nenhuma linha de investigação, que inclui a suspeita de o menino ter sido jogado pela janela. Ao delegado, ela relatou que saiu para comprar cigarros e deixou o filho dormindo. Quando retornou foi ao banheiro e na sequência ouviu um barulho.
    A mulher de 23 anos mora com avó a quem chama de mãe, com um irmão e um sobrinho. A jovem trabalha como autônoma vendendo chips de celulares. Segundo o delegado, ela já foi presa por tráfico de drogas. Ao prestar depoimento, a avó afirmou que a neta era boa mãe e que nunca desconfiou de maus-tratos cometidos por ela ao menino. O pai da criança era separado da mãe e tinha contato esporádico com o filho.

    Fonte: Estado de Minas

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine