Header Ads

  • Últimas

    Outubro Rosa: 7 mitos e verdades sobre o câncer de mama

    OUTUBRO ROSA PROMOVE A CONSCIENTIZAÇÃO PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA


    Como você já sabe, este é o mês de conscientização sobre o câncer de mama, certo? Só pra recapitular: a campanha Outubro Rosa foi criada para incentivar a participação das pessoas com o objetivo de controle da doença, contribuindo na redução da mortalidade, afinal, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres ao redor do mundo e, olha que notícia triste: já são esperados 57 mil e 960 novos casos em 2016.

    É essencial realizar o exame de mamografia anualmente, porque ele pode detectar possíveis tumores precocemente. Mas, muitas dúvidas ainda surgem em relação ao câncer de mama. Por isso, o médico ginecologista e obstetra, Edison Pedrinha de Almeida, do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, esclarece 7 mitos e verdades sobre o assunto. Vamos conferir?

    1. O uso frequente do sutiã aumenta o risco de câncer de mama?
    Mito. Não há qualquer evidência científica de que o uso de sutiã ou top possa elevar o risco de câncer de mama.

    2. Mulheres com seios grandes têm maior tendência a ter a doença?
    Mito. Não há estudos que confirmem isso até o presente momento. Mamas volumosas podem dificultar o exame clínico e exames de imagem, porém não há evidências do aumento do risco de doença maligna das mamas.

    3. Próteses de silicone dificultam o diagnóstico da doença?
    Mito. Como a prótese fica atrás do tecido mamário, ou ainda atrás do músculo peitoral maior, não atrapalha o autoexame. Quanto aos exames de imagem, existem técnicas adicionais que permitem uma investigação tão sensível quanto em mulheres não portadoras de próteses.

    4. A obesidade é um fator de risco para o câncer de mama?
    Verdade. Isso acontece, principalmente, por causa da síntese de estrógenos (hormônios) pelas células de gordura.

    5. O câncer de mama é uma doença hereditária?
    Parcialmente verdade. Nem todas as portadoras têm histórico familiar, mas as que têm algum caso na família têm o risco aumentado.

    6. Se a mulher não encontrou nódulos no autoexame não é necessário realizar a mamografia?
    Mito. Mesmo com autoexame, a mamografia deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos. Mulheres com histórico familiar de câncer de mama devem iniciar o rastreamento anual com 35 anos.

    7. O câncer de mama é curável?
    Verdade. Porém, depende de diversos fatores, principalmente da detecção precoce da doença através dos exames de rotina. Quanto mais tardio o diagnóstico, maiores as chances de complicações e metástases.

    Fonte: Hospital São Luiz / Foto: Divulgação

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine