Header Ads

  • Últimas

    Cabos eleitorais de Roseli são condenados a Pagar R$ 53 mil por Propaganda irregular

    A Coligação “Somos Todos Santa Luzia” ofertou representação contra Roseli Ferreira Pimentel, Fernando César de Almeida Nunes Resende Vieira, Mozart Emanuel Grossi, Reginaldo Faria e Wemerson Lopes de Oliveira, qualificados nos autos, alegando, em síntese, que os representados promoveram, em 11/09, a divulgação de pesquisa de opinião, através do Facebook, na qual a primeira representada estaria com considerável vantagem em relação aos demais candidatos. Tudo foi feito em desrespeito à legislação eleitoral, mesmo porque a pesquisa em questão não foi previamente registrada junto à Justiça Eleitoral. Com isso, os representados praticaram ilícito eleitoral ao divulgarem pesquisa fraudulenta.



    LEIA a decisão da juíza eleitoral Dra. Arlete Aparecida da Silva Coura:
    As postagens nos perfis dos representados Wemerson Lopes de Oliveira, Reginaldo Faria e Mozart Emanuel Grossi (ff. 13/17) trazem o seguinte texto “vazamento de pesquisa, de um instituto conceituado, confirma que Roseli Pimentel, a Prefeita que “Faz com coração” avança rumo à vitória em 2 de outubro!” e indicam percentuais de intenção de votos, considerados cinco candidatos nas eleições majoritárias para o cargo de Prefeito do Município de Santa Luzia – MG, inclusive afirmando que a pesquisa teria sido realizada nos períodos de 14 a 15 de agosto, 28 a 29 de agosto e 01 a 03 de setembro.

    Desta forma, verifico que há provas suficientes que demonstram que os representados Mozart Emanuel Grossi, Reginaldo Faria e Wemerson Lopes de Oliveira divulgaram em seus perfis no Facebook pesquisa eleitoral sem o prévio registro regular.



    MULTA
    Posto isso, com fundamento no artigo 33, § 3º, da Lei n.º 9.504/97 e artigo 17 da Resolução TSE n.º 23.543/15, julgo parcialmente procedente a representação para condenar os representados MOZART EMANUEL GROSSI, REGINALDO FARIA e WEMERSON LOPES DE OLIVEIRA ao pagamento de multa no valor mínimo de R$ 53.205,00 (cinquenta e três mil duzentos e cinco reais), para cada um, por divulgar em seus perfis no Facebook pesquisa eleitoral sem o prévio registro.

    Candidata à reeleição e seu vice escapam da punição
    Por outro lado, verifico que, como os destinatários da norma insculpida no § 3º do artigo 33 da Lei n. 9.504 de 1997 são os responsáveis pela divulgação da pesquisa de opinião pública sem o prévio registro na Justiça Eleitoral, não há como se responsabilizar os representados Roseli Ferreira Pimentel e Fernando César de Almeida Nunes Resende, já que não existe nos autos nenhuma prova de que estes tenham divulgado tal pesquisa ou influenciado qualquer pessoa para fazê-lo.
    A divulgação de pesquisa eleitoral em desacordo com o disposto no artigo 33 da Lei 9.504/97 e com a mencionada resolução fere o processo democrático para a escolha de candidatos a cargos eletivos, uma vez que pode produzir confusão no eleitorado e prejuízo ao processo eleitoral. Esse fato enseja a aplicação das penalidades previstas no artigo 33, § 3º da Lei 9.504/97 c/c artigo 17 da Resolução TSE nº. 23.453/2015.
    Especificamente sobre divulgação através do Facebook, é oportuno consignar que as redes sociais são mecanismos formados por diversos laços entre pessoas, que através da tecnologia passam a ser indiscriminadamente acessíveis e visíveis a todos. Diante da visibilidade do que se publica em um perfil de rede social, a responsabilidade do usuário pelas publicações que insere em seu perfil deve ser mensurada, caso haja a violação das regras vigentes, notadamente no que se refere a questões relacionadas ao pleito eleitoral.
    Sem prejuízo, ante a existência de indícios da prática de conduta prevista no art. 33, §4º, da Lei nº. 9.504 de 1997, providencie o Cartório eleitoral a extração de cópias dos autos, com remessa ao MPE, para providência que entender cabível na esfera criminal.
    Intime-se. Cumpra-se.
    Santa Luzia, 28 de setembro de 2016.
    Arlete Aparecida da Silva Coura
    Juíza Eleitoral

    FONTE:

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine