Header Ads

  • Últimas

    Prefeitura contrata empresa de coleta de lixo e deixa 80 motoristas desempregados

    Santa Luzia tem uma nova empresa para coleta de lixo. A mudança ocorreu após o escândalo denunciado pela Polícia Civil que terminou com a prisão de dirigentes da Cooptral, além da abertura de investigação contra dez vereadores e funcionários do primeiro escalão da prefeitura da cidade.


    Todos são suspeitos de envolvimento no esquema que teria desviado mais de R$ 33 milhões. Com a mudança, cerca de 80 funcionários da antiga cooperativa tiveram seus contratos rescindidos. Eles se reuniram na porta da Prefeitura nesta terça-feira para reclamar da maneira que foram dispensados.

    "Fomos desligados, pagamos prestação do caminhão e estamos sem saber de nada, porque ninguém falou nada. Simplesmente hoje nós fomos pegar serviço de manhã e falaram que a gente não iria pegar mais serviço”, disse um trabalhador.  "O boleto do meu caminhão vai vencer dia 6 agora e estou em tempo de ficar doido”, acrescentou.

    A prefeita de Santa Luzia, Roseli Pimentel (PSB), explica que cancelou o contrato para que não haja mais suspeitas sobre o serviço. De acordo com ela, a nova empresa presta serviços para mais de 40 cidades de Minas. “Nós vamos pagar por hora de serviço prestado. Não como acontecia antes com a Coopatral, que recebia por diária fechada”, esclareceu Roseli, que disse não poder indicar a contratação dos antigos motoristas para a nova empresa.“Não posso fazer isso, já expliquei para eles. Eu feriria o princípio da impessoalidade”, disse.


    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Info Drive