Header Ads

  • Últimas

    Morreu na Madrugada desta Quarta-feira o empresário Mauricio Campos, dono do Jornal O grito


    Maurício Campos Rosa, de 64 anos, morreu na noite dessa quarta-feira, (17), no Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte. Segundo a assessoria de imprensa da unidade hospitalar, ele passou por intervenção cirúrgica, não resistiu e faleceu às 23h45.

    De acordo com a Polícia, Maurício foi atingido por 5 tiros de pistola 380, no momento em que deixava a casa de uma amiga, na avenida Álvaro Teixeira Filho, no bairro Frimisa, por volta das 21h. De acordo com a PM, o jornalista levou um tiro no pescoço e quatro nas costas.
    Segundo algumas fontes, dois homens que estavam em uma moto passaram pelo local e um deles fez os disparos.
    Autoria e motivação ainda são desconhecidas. Até o momento,nenhum suspeito foi preso.

    FONTE: Virou Notícia



    REPORTAGEM DO G1:

    O dono do jornal "O Grito" de Santa Luzia, na Grande BH, morreu no fim da noite desta quarta-feira (17) depois de ser baleado. De acordo com a Polícia Militar (PM), Maurício Campos Rosa, de 64 anos, foi atingido por cinco tiros no bairro Frimisa.
    Ele estava próximo a um carro com identificação do jornal. O crime foi por volta das 21h e, de acordo com a PM, ninguém viu os suspeitos. O local foi isolado e a perícia encontrou muitos cartuchos espalhados pelo chão.
    Segundo a polícia, o jornalista levou um tiro no pescoço e quatro nas costas. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido preso.
    O empresário foi levado em estado grave para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do São Benedito, em Santa Luzia, e depois transferido para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, em Belo Horizonte, onde passou por cirurgia e morreu às 23h45.


    REPORTAGEM JORNAL O TEMPO:

    A Polícia Civil vai investigar o assassinato do empresário Maurício Campos Rosa, de 64 anos, dono do jornal “O Grito”, de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa quarta-feira (18). Ele levou cinco tiros.

    De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a vítima havia acabado de sair da casa de um amigo, no bairro Frimisa, quando foi atingindo. O proprietário do imóvel estava com Rosa, mas entrou em estado de choque e não conseguiu contar aos militares do 35º Batalhão como foi o crime.

    O empresário foi socorrido por moradores e levado para o Pronto Atendimento (PA) do São Benedito com uma perfuração no pescoço e outras quatro nas costas. Devido à gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para o Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte.

    De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, ele chegou a passar por cirurgia, mas morreu às 23h45. Policiais fizeram rastreamento na região, mas nenhum suspeito foi identificado ou localizado.


    Um comentário:

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Info Drive