Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Exclusivo: Boletim de ocorrência relata ameaça de Dono assassinado do Jornal O Grito contra Vereador Lacy Dias

Exclusivo: Boletim de ocorrência relata ameaça de Dono assassinado do Jornal O Grito contra Vereador Lacy Dias. Um dos assuntos mais debatidos da última semana em santa luzia mg, na Região metropolitana de BH foi o assassinato do Jornalista e proprietário do Jornal o Grito Mauricio Campos Rosa. De acordo com a Polícia, Maurício foi atingido por 5 tiros de pistola 380, no momento em que deixava a casa de uma amiga, na avenida Álvaro Teixeira Filho, no bairro Frimisa, por volta das 21h. De acordo com a PM, o jornalista levou um tiro no pescoço e quatro nas costas. Nas redes sociais, usuários afirmam que a edição desta quinzena já estava pronta, porém não havia sido levada para impressão.

O vitrine Teve acesso ao Texto de um suposto Boletim de ocorrência lavrado pelo Vereador Lacy Dias, que na última semana tentou fugir da policia, acabou preso e liberado após pagar fiança no valor de R$ 180 mil (releia aqui), denunciando ameaças feitas pelo proprietário do Jornal o Grito, Mauricio Campos Rosa.



Segundo o texto, Mauricio Havia ameaçado o Vereador por três vezes, em todas, pedia dinheiro em troca de silêncio ou a não publicação de matérias de cunho político que podiam comprometer seu papel como presidente da câmara Municipal de Santa Luzia, durante o seu mandato. Acompanhe o texto em sua íntegra e como foi enviado ao vitrine:

SENHOR DELEGADO, COMPARECEU A ESTA UNIDADE POLICIAL O SENHOR LACY CARLOS DIAS, VEREADOR E PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA LUZIA/MG, PARA RELATAR QUE EM JANEIRO, APÓS O FALECIMENTO DO EX-PREFEITO E USANDO DESTE PRETEXTO, O AUTOR, MAURÍCIO CAMPOS ROSA, QUE É PROPRIETÁRIO DO JORNAL "O GRITO", QUE CIRCULA NA CIDADE, PROCUROU A VÍTIMA ARGUINDO-A, ENQUANTO PRESIDENTE DA CÂMARA, SE TINHA INTERESSE EM FAZER UMA MATÉRIA JORNALÍSTICA EM HOMENAGEM AO DE CUJUS, PREFEITO. NAQUELE MOMENTO, A VÍTIMA INFORMOU AO AUTOR QUE A INSTITUIÇÃO NÃO TINHA QUALQUER INTERESSE EM QUALQUER PUBLICAÇÃO JORNALÍSTICA NO JORNAL "O GRITO", CUJO RESPONSÁVEL É O AUTOR. MESMO SEM AUTORIZAÇÃO DO PRESIDENTE DA CÂMARA, O AUTOR COLETOU NO SITE DO ÓRGÃO FOTOS DOS VEREADORES E PUBLICOU, NA EDIÇÃO 902, QUE CIRCULOU DE 16 A 31 DE JANEIRO DO CORRENTE ANO, UMA MATÉRIA, POR CONTA PRÓPRIA, SEM QUALQUER TIPO DE CONSENTIMENTO DA VÍTIMA OU DE QUALQUER VEREADOR DAQUELA CASA, NEM MESMO A CONTRATAÇÃO DE QUALQUER SERVIÇO PELA INSTITUIÇÃO, DE HOMENAGEM PÓSTUMA DEDICADA AO FALECIDO PREFEITO, CARLOS ALBERTO PARRILLO CALIXTO. DEPOIS DE PUBLICADA A MATÉRIA, O AUTOR, FAZENDO USO ARBITRÁRIO DE SUAS PRÓPRIAS RAZÕES, EMITIU UMA NOTA FISCAL NO VALOR DE R$14.000,00 (QUATORZE MIL REAIS) EM NOME DA "CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA LUZIA". O AUTOR LEVOU TAL NOTA PARA O PRESIDENTE DA CÂMARA QUE, DE PRONTO, NEGOU QUALQUER VÍNCULO DESSE NICHO COM O JORNAL "O GRITO" E RECUSOU A NOTA. O AUTOR, AINDA ASSIM, AMEAÇOU E QUERIA QUE A VÍTIMA ACEITASSE O DOCUMENTO E, LOGICAMENTE, FIZESSE O PAGAMENTO. A POSTERIORI, O AUTOR LEVOU OUTRA NOTA FISCAL, DESSA VEZ, NO VALOR DE R$8.000,00 (OITO MIL REAIS), CONCEDENDO UM DESVIRTUOSO DESCONTO DE R$6.000,00 (SEIS MIL REAIS) NO SERVIÇO. OUTRA VEZ, A VÍTIMA RECUSOU A NOTA, ALERTANDO O AUTOR QUE NÃO HAVIA CONTRATADO NENHUM SERVIÇO DAQUELE JORNAL, PRINCIPALMENTE, COM O AUTOR. APÓS NOVA RECUSA, O AUTOR COMEÇOU A AMEAÇAR A VÍTIMA, POR VÁRIAS VIAS SOCIAIS, E, ATÉ MESMO, LIGAÇÕES TELEFÔNICAS, INCLUSIVE, PARA FUNCIONÁRIA DA CÂMARA, SUELI, TENTANDO ENCONTRAR A VÍTIMA E FAZÊ-LA PAGAR A QUANTIA ESPECULADA. NAS AMEAÇAS, O AUTOR DIZIA QUE, CASO O PAGAMENTO NÃO FOSSE FEITO, ELE, MAURÍCIO, IA PUBLICAR VÁRIAS MATÉRIAS DENEGRINDO/DIFAMANDO A VÍTIMA, O QUE, DE FATO, CHEGOU A ACONTECER EM UMA DETERMINADA COLUNA DO JORNAL, INTITULADA "TIC-TAC". A VÍTIMA SE SENTIU MUITO PRESSIONADA PELO AUTOR, POIS ESTE, POR SUA VEZ, INSISTIA NAS AMEAÇAS E USAVA TODAS AS MÍDIAS SOCIAIS, MENSAGENS, RECADOS, TERCEIROS, ENTRE OUTROS, PARA FAZER COM QUE A VÍTIMA PAGASSE, ESTA ENTÃO RESOLVEU PAGAR, USANDO DE SEUS PRÓPRIOS RECURSOS E, TAMBÉM, EMPRÉSTIMO PESSOAL. E, ASSIM, O FEZ, ENTREGANDO PARA MAURÍCIO R$7.000,00 (SETE MIL REAIS) EM ESPÉCIE NA FRONTE DA SEDE DO JORNAL "O GRITO". POSTERIORMENTE, REALIZOU O PAGAMENTO DE R$439,00 (QUATROCENTOS E TRINTA E NOVE REAIS) EM CHEQUE (COMPLEMENTADOS ATÉ R$500,00 EM DINHEIRO, OU SEJA, MAIS R$61,00) E OS OUTROS R$500,00 (QUINHENTOS REAIS) EM ESPÉCIE ENTREGUES NA SEDE DO JORNAL POR PROFISSIONAL DE ENTREGA, MOTOBOY. APÓS TER CEDIDO ÀS PRIMEIRAS PRESSÕES E TER CONCLUÍDO AS EXIGÊNCIAS IMPOSTAS PELO AUTOR, TENDO, ASSIM, UM PERÍODO DE CALMARIA, O AUTOR, NOVAMENTE, COMEÇOU A DIFAMAR A VÍTIMA NO JORNAL, ESPECIFICAMENTE, NA EDIÇÃO 912, COM CIRCULAÇÃO DE 16 A 30 DE JUNHO. O AUTOR, ENTÃO, VOLTOU A PROCURAR A VÍTIMA, NO INTUITO DE OBTER NOVA VANTAGEM FINANCEIRA. MANDANDO MENSAGEM, CONFORME TRANSCRITA A SEGUIR: "GOSTARIA DE FALAR COM VOCÊ ANTES DE PUBLICAR A PROXIMA EDIÇÃO... SE POSSÍVEL EM UM LOCAL NEUTRO..., MAS PARA MIM NÃO TEM PROBLEMA POSSO IR NA CÂMARA, MAS, NÃO GOSTARIA QUE EXCEDESSE DE SEGUNDA-FEIRA... TEM AQUELE DITADO, "DEPOIS DA FECHA LANÇADA, NÃO TEM VOLTA". GOSTARIA DE COLOCA LO APAR DA PRÓXIMA MATÉRIA QUE VAI SAIR..." (SIC!). O AUTOR, FAZENDO USO DE SUA MÍDIA, O JORNAL "O GRITO", RECOMEÇOU A PRESSIONAR A VÍTIMA, COM MATÉRIAS MENTIROSAS E CONTENDO VÁRIAS DIFAMAÇÕES E INVERDADES A RESPEITO DA INSTITUIÇÃO CÂMARA E DA PRÓPRIA VÍTIMA, TENTANDO OBTER NOVAS VANTAGENS FINANCEIRAS. A VÍTIMA, POR SUA VEZ, NÃO DESEJA CEDER OUTRA VEZ ÀS PRESSÕES DO AUTOR E ACREDITA QUE, POR ESSE MOTIVO, NOVAS MATÉRIAS MENTIROSAS VIRÃO NA PRÓXIMA EDIÇÃO DO JORNAL. LOGO, O AUTOR USA O JORNAL, SEUS FOTÓGRAFOS E ESSAS MATÉRIAS PARA PRESSIONAR A VÍTIMA E OBTER NOVAS VANTAGENS. DIANTE DO EXPOSTO, SOFRENDO COM TAL SITUAÇÃO, JÁ QUE É FIGURA PÚBLICA E AMPLAMENTE CONHECIDA NA CIDADE, COMPARECEU A ESTA UNIDADE POLICIAL PARA RELATAR OS FATOS E PEDIR PROVIDÊNCIAS. ASSIM, O FAÇO.



Mauricio era conhecido pelo seu perfil polêmico e chegou a ficar preso de 12/09/2011 a 12/08/2013. O proprietário do Jornal O Grito foi condenado e Preso na cadeia de Santa Luzia no dia 15/09/2011 até ser transferido para a APAC da cidade onde ficou até 20/09/2011. Da APAC, Mauricio foi transferido para a Penitenciária Nelson Hungria por inadequação as Normas do estabelecimento. No dia 11/04/2013 foi novamente transferido desta vez para a Penitenciária José Maria de Alkimin, onde no dia 12/08/2013 recebeu livramento condicional.


No jornal acima, que circulava na época, Mauricio campos foi acusado de pedofilia, pois na imagem aparece pelado com duas meninas. O caso foi denunciado e o jornalista preso posteriormente!

Mais Informações

Postado por Moderador às 12:39. Marcadores , , , , , , , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às 12:39. Marcadores , , , , , , , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

0 comentários for "Exclusivo: Boletim de ocorrência relata ameaça de Dono assassinado do Jornal O Grito contra Vereador Lacy Dias"

Leave a reply

INFO DRIVE

Rádio Vitrine Santa Luzia

Publicidade