Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Tudo sobre a Operação Limpeza que afastou 10 dos 17 Vereadores da Cidade de Santa Luzia

O delegado Hugo Arruda deu entrevista coletiva na Tarde desta Quarta-feira 13 sobre a Operação limpeza que visa prender responsáveis por esquema fraudulento de licitações em serviço de coleta de lixo na cidade de Santa Luzia. 




  • 21 pessoas indiciadas
  • 10 Vereadores
  • Acusados de 
  • Falsidade Ideológica
  • Peculato
  • Fraude a Licitação
  • Organização Criminosa
  • Lavagem de dinheiro

O processo fraudulento envolvia a Utilização de Laranjas para ocultar o ganho ilícito de bens e dinheiro por parte dos vereadores envolvidos no esquema.  O processo se iniciou durante o caos político e da coleta de lixo no ano de 2012. "Contrato 71" previa a prestação de serviço de locação de máquinas no valor de R$ 33.789.872,41. De início já houve fraude nesta licitação que envolvia a Cooptral, Empreiteira Santa Luzia e Terraplanagem Santa inês (de Propriedade do ex Secretário de Administração do Governo Calixto Valdivino Soares Ferreira).

O Mentor e executor do processo licitatório segundo a policia é o Vereador Pedro de Teco. Pedro trouxe a Cooptral para a cidade e mudou o objeto social dela pouco antes do processo licitatório e indicou aliados políticos para integrar esta cooperativa. Em Paralelo a Empreiteira Santa Luzia já era de Propriedade do Mesmo vereador e meses antes também havia mudado o contrato social para incluir seu irmão como novo proprietário da empresa. Nenhuma das três empresas tinha capacidade técnica para a prestação do serviço de coleta na cidade. O contrato inicial previa a locação de mais de 200 veículos. Quando aconteceu a licitação a Cooptral tinha apenas 21 cooperados.

A cooptral ganhou a licitação e mesmo sem condições de prestar o serviço ela sublocou o serviço das outras empresas (ambas que haviam perdido a mesma licitação). A Idéia de mudar o contrato social era desviar a atenção para o esquema que beneficiava os mentores logados ao esquema, apenas uma empresa, mesmo esta tendo duas outras empresas com razões sociais diferentes.

Assim que a Cooptral assumiu o serviço outros vereadores se integraram ao esquema, seja pessoalmente (em seu nome como é o caso do vereador Gilberto Motorista) ou por um intermediários (laranjas). Estes vereadores passaram a se beneficiar desse contrato com a Cooptral.
Segundo o delegado este esquema está bastante substancial e comprovado por provas materiais acrescentadas ao inquérito policial.

Os vereadores ganhavam de três formas:
* Pela prestação de Horas extras não realizadas* Superfaturamento de Horas trabalhadas* Loteamento de vagas na Cooptral

Os caminhões utilizados na realização do serviço de coleta, eram caminhões mais "baratos", veículos inapropriados para a realização do serviço e muitos comprados irregularmente para o tipo de serviço que iriam realizar. Cada caminhão recebia 3 horas extras diárias fora do expediente de serviço, ou seja, quando estavam parados. Havia ainda um superfaturamento das Horas trabalhadas e este valor girava entre 15 e 20% acima do valor do contrato. A prática visava beneficiar os vereadores, os secretários  e funcionários do alto escalão da Prefeitura envolvidos na fraude. O loteamento de vagas era feito através da cessão de veículos de propriedade dos vereadores em nome de laranjas o que gerava um valor "extra" de ganho apra cada "Associado".


Prisões

Foram decretadas cinco prisões após a conclusão do inquérito policial. Pedro de Teco e seu irmão Enivaldo Damião "Ex Vereador" (que estão foragidos), Victor Lopez que era o presidente da Cooptral (está preso) e Edss paiva que era diretor da Cooptral (está preso). Segundo a Polícia os três, planejaram, executaram e viabilizaram o plano e fraude no serviço de coleta de lixo da cidade.

Vereadores envolvidos na Fraude

Dentre os vereadores envolvidos o único que foi preso até o momento foi o Vereador Pastor Leandro, que segundo o delegado, o mesmo intervia na coleta de informações, dados e depoimentos para o inquérito policial. Além do Pastor, O presidente da Casa Lacy Dias, o 2º Secretário Gilberto Lopes (Gilberto Motorista), Pastora Dirce, Sérgio Diniz (Ticaca), Ailton Gomes (ailton da Associação) 1º Vice-presidente, Geraldo Vidal (Lau), Carlos Murta e Raimundinho.

Segundo a policia todos os vereadores foram afastados de seus cargos até concluidas as investigações. Há informações de que mais vereadores estão sendo investigados e que novas prisões podem acontecer a qualquer momento.


Membros do executivo


Além dos 10 vereadores mencionados, 6 pessoas que estiverão ligadas diretamente à gestão municipal também foram indiciadas e foram imediatamente afastadas de suas funções. Entre elas estão;

* Gilberto Morais, que é pregoeiro da prefeitura. O homem responsável pelas licitações (pregões presenciais e eletrônico, leilão, registro de preços e etc)
* Orlando Teixeira Dias, que era o "braço do executivo" em todo o esquema e também proprietário da terraplanagem Santa inês.
* Marco Aurélio Ramos, era o Homem responsável pelo departamento de Transportes da Prefeitura
* José Luiz Cupertinho (famoso Hulk), foi o diretor do serviço de limpeza urbana da cidade durante o Governo calixto (Acredito que foi demitido assim que roseli assumiu)
* Alexsandro Wnuck, era o atual Diretor e secretário de Obras da prefeitura de Santa Luzia. Sempre estava ao lado de Roseli e deve ter sido um "Baque" para a prefeita o seu envolvimento.
* Valdivino Soares Ferreira, Ex secretário de Administração do Governo calixto (foi demitido por Roseli assim que ela assumiu)

Os nomes citados tratam se pessoas (segundo a policia) que viabilizaram todo o processo fraudulento juntamente com o mentor de todo o esquema, o Veredor pedro de Teco.


Outras investigações

Além das licitações, correm na justiça outras investigações no que diz respeito a aquisição dos veículos para o serviço de transporte de pacientes na área da saúde feitos pela Cooptral, além do crime de lavagem de dinheiro.


Envolvimento de Calixto e Roseli no esquema

Segundo o delegado ainda não foram colhidos elementos suficientes para apontar o envolvimento da Prefeita e do Ex prefeito carlos calixto no esquema fraudulento das licitações do serviço de Coleta de Lixo da cidade de Santa Luzia. As Investigações ainda continuam e para não atrapalhar o andamento do processo a policia ainda não pode dar nenhum detalhe se há ou não envolvimento de ambos no caso. Segundo nota divulgada pela prefeitura, As investigações datam de um período anterior à posse de Roseli Pimentel como Prefeita da cidade e mesmo que calixto tivesse envolvimento, o que alguns jornalistas acreditam que haja, o crime seria prescrito uma vez que o ex prefeito é falecido. A policia procura evidências de que a Atual prefeita da cidade tinha conhecimento das irregularidades para que ai sim, seja apontada alguma responsabilidade. Até o presente momento Roseli é inocente e não faz parte do esquema.


Vereadores e Servidores Afastados

A prefeita da cidade, Roseli Pimentel e os Assessores da Câmara Municipal já estão cientes do afastamento dos vereadores e funcionários da Gestão Municipal. Segundo o delegado Lacy dias não foi localizado para tomar conhecimento do afastamento dos vereadores indiciados
NOMES DOS VEREADORES ENVOLVIDOS 


VEREADOR PASTOR LEANDRO







Mais Informações

Postado por Moderador às julho 13, 2016. Marcadores , , , , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às julho 13, 2016. Marcadores , , , , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

1 comentários for "Tudo sobre a Operação Limpeza que afastou 10 dos 17 Vereadores da Cidade de Santa Luzia"

  1. Cadeia neles. E que o povo aprenda a votar. Aqui, o povo troca voto. Isso é que dá.

Leave a reply

INFO DRIVE

Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia