Header Ads

  • Últimas

    Taxista confunde carro da PM com Uber, força batida e acaba preso

    Um taxista foi preso após forçar a batida contra um carro que ele acreditava prestar serviço para a Uber no último domingo (24), em Belo Horizonte.

    Segundo a polícia, ele acelerou o carro, cortou o suposto ‘Uber’ e freou bruscamente. O motorista do outro carro, um sedã preto, ainda tentou desviar, mas bateu com a lateral de seu carro na traseira do táxi. O que taxista não sabia, era que o ‘alvo’ se tratava, na verdade, de uma viatura descaracterizada do Gabinete Militar do Governador do Estado.

    Após o acidente, o motorista do sedan desceu do carro e se identificou como soldado da PM. Ele levava um major, também da PM, no veículo. Quando percebeu a confusão, o taxista fugiu.
    Na perseguição, ele fez manobras arriscadas, colocando a vida de outras pessoas em risco. Os dois veículos colidiram novamente alguns quilômetros depois, quando o taxista foi preso por policiais do 16º batalhão. Ele ainda se recusou a fazer o teste do bafômetro.

    Os envolvidos na confusão foram levados à delegacia. Em depoimento, o taxista negou a intenção de colidir contra o sedã e disse não saber que os homens eram policiais.

    O motorista de táxi foi autuado pelos crimes de dano, direção perigosa e posse de substâncias entorpecentes, já que foi encontrado um cigarro de maconha no veículos. Ele respondeu a um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foi liberado. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

    Com informações do O Tempo

    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine