Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Santa Luzia desponta com a 2ª cidade Mineira com melhor situação Fiscal segundo índice Firjan

Segundo índice IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal) quase 90% das prefeituras brasileiras têm situação fiscal difícil ou crítica., Santa Luzia por sua vez está entre as 15 cidades Brasileiras melhor gerenciadas segundo o índice.
Da Redação




O Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado pelo Sistema FIRJAN, revela que 87,4% das prefeituras brasileiras estão em situação fiscal difícil ou crítica. As condições de apenas 12,1% das cidades são boas e de 0,5% de excelência. De acordo com o estudo, o cenário das contas públicas municipais é o pior da série histórica do índice, iniciada há dez anos. A Federação das Indústrias ressalta que o problema é estrutural e semelhante ao enfrentado pelos governos estaduais e federal: está relacionado ao elevado comprometimento dos orçamentos com gastos obrigatórios – especialmente com o funcionalismo, o que em momentos de queda de receita se traduz em elevados déficits.

Com base em dados oficiais de 2015, declarados pelas próprias prefeituras à Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o IFGF apresenta um panorama completo e inédito da situação fiscal de 4.688 municípios brasileiros, onde vive 89,4% da população. O objetivo é avaliar como é administrada a carga tributária paga pela sociedade. Não foram analisadas 880 cidades que até 12 de julho deste ano não tinham seus balanços anuais disponíveis para consulta ou estavam com as informações inconsistentes. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) determina que os municípios brasileiros devem encaminhar suas contas públicas para a STN até 30 de abril do ano seguinte ao exercício de referência, a partir de quando o órgão dispõe de 60 dias para disponibilizá-las ao público.

O IFGF é composto pelos indicadores de Receita Própria, que mede a dependência dos municípios em relação às transferências dos estados e da União; Gastos com Pessoal, que mostra quanto as cidades gastam com pagamento de pessoal em relação ao total da Receita Corrente Líquida (RCL); Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à RCL; Liquidez, que verifica se os municípios estão deixando em caixa recursos suficientes para honrar os restos a pagar acumulados no ano, medindo a liquidez do município como proporção das receitas correntes líquidas; e Custo da Dívida, que correspondente às despesas de juros e amortizações em relação ao total das receitas líquidas reais.

O índice varia de 0 a 1 ponto, sendo que quanto mais próximo de 1 melhor a situação fiscal do município. Cada um deles é classificado com conceitos A (Gestão de Excelência, com resultados superiores a 0,8 ponto), B (Boa Gestão, entre 0,8 e 0,6 ponto), C (Gestão em Dificuldade, entre 0,6 e 0,4 ponto) ou D (Gestão Crítica, inferiores a 0,4 ponto). Nesta edição do estudo, o IFGF Brasil – média de todas as cidades e indicadores, registrou 0,4432 ponto.

Santa Luzia

A Cidade de Santa Luzia MG desponta como a 15ª cidade Brasileira com melhor balanço segundo o índice de 2015. A cidade recebeu Conceito A (Gestão de Excelência,com resultado de 0,8311) e demonstrou que tem conseguido equilibrar suas contas mesmo com arrecadação própria com conceito C (0,4746). O resultado é retrato de uma maior arrecadação Orchestrada pelo ex Prefeito Carlos Calixto através de uma sobretaxa no serviço de energia elétrica e aumento sucessivo do IPTU, além de um equilíbrio austero nas contas públicas com constante controle de gastos e resultados. Na última gestão houve uma defasagem gigantesca entre gastos e receitas, deixando ao ex Prefeito Calixto uma conta que ultrapassava R$ 150 milhões (Conceito D na época - Vide Tabela). Para colocar o caixa em dia Calixto Precisou encerrar serviços essenciais e romper contratos irregulares como foi o caso da Parceria publico/privada com o HSJD. O Corte deu uma equilibrada nas contas e fôlego para que a prefeitura pudesse colocar os carros nos trilhos. Outro problema foi o corte de quase 53% nos repasses do Governo federal, principalmente para a área da saúde o que onerou em muito os investimentos da prefeitura na pasta. O Ex Prefeito precisou de 3 anos para colocar as contas em dia e colocar dinheiro em caixa para poder administrar com fôlego a prefeitura em seu último ano de governo.

Confira abaixo os indicadores da cidade de Santa Luzia Segundo o índice Firjan 2015:









Mais Informações

Postado por Moderador às 11:34. Marcadores , , , , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às 11:34. Marcadores , , , , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

1 comentários for "Santa Luzia desponta com a 2ª cidade Mineira com melhor situação Fiscal segundo índice Firjan"

  1. Excelente matéria

Leave a reply

INFO DRIVE

Rádio Vitrine Santa Luzia

Publicidade