Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Nova polêmica envolvendo a prefeitura invade as redes sociais da cidade

Em período eleitoral, todos os dias há uma nova polêmica envolvendo a Prefeitura, desta vez uma de nossas leitoras nos informou que o prestador de serviços Dinei da Ambulância havia sido barrado na entrada do PA São Benedito.


Tentamos contato com Dinei através de seu perfil no facebook e até o fechamento deste artigo não havíamos recebido uma resposta do mesmo, desta forma o artigo será baseado nas afirmações feitas por usuários das redes sociais onde o artigo e as queixas foram postadas.



Segundo uma das denunciantes (autora da Postagem em um dos grupos políticos da rede social), Danei da Ambulância Foi detido dentro do PA no dia de ontem (28), após chegar com uma paciente que havia requisitado o seu serviço. Segundo a autora do texto, havia uma ordem de restrição à Dinei pela direção da Unidade (informação não confirmada). Ela ainda afirma que Dinei já havia sido barrado outras vezes (o que foi negado por vários funcionários ouvidos pelo vitrine) e segundo Dinei há suspeitas de que o impedimento tenha ocorrido devido a participação do Mesmo em uma Manifestação política organizada por cabos eleitorais de Redes sociais em frente a Unidade de saúde. Fato ocorrido no último fim de semana e que teve cobertura da imprensa de Belo Horizonte. "Ele foi detido e o telefone dele ficou na delegacia após ele ser liberado". 


No Perfil oficial de Dinei há uma imagem em que ele é abraçado pelo pré candidato a Prefeito e ex vice prefeito da Gestão Gilberto Aguinaldo Campos. 


Outro usuário da Rede social rebateu as declarações em defesa de Dinei. Segundo ele Dinei foi preso (detido) por Desacato e por fazer "Coisas ilegais na UPA". "Pelo que sei dentro da sua ambulância foi encontrado Rádio de polícia, algema, remédios ilegais, materiais da tal manifestaçãozinha paga, etc".


Pouco depois da Denúncia feita pelo usuário da rede social, Dinei usou seu perfil para responder às declarações:


Segundo o site Âmbito Jurídico, portar Algemas realmente não é proibido, já que como mesmo escreveu Dinei, elas são vendidas livremente no comércio (porém para policiais e servidores da segurança pública) porém sua utilização é restrita, ainda mais se o objetivo for auto-defesa ou deter uma pessoa ou infrator (leia os termos). A própria policia Militar é limitada na utilização deste instrumento, segundo a Constituição federal.

Ainda segundo Dinei, seu "estranhamento" foi pelo fato de o Militar que atendeu a ocorrência ser parente da diretora do Pronto Atendimento.

O Questionamento que fica é: Foi abuso por parte do Usuário ou por parte da Direção da Unidade? Mesmo que Dinei tenha sido um dos organizadores ou participantes de uma manifestação contra a unidade, ele tem seu direito de ir e vir assegurado pela constituição, o que não o dá direito de desrespeitar funcionário público (que foi a alegação da direção da unidade). Se ele presta um serviço de socorro e está legalmente instalado na cidade, ele tem plenos direitos de exercer a sua função e adentrar a unidade quando ele bem o quiser, desde que obedecendo as normas internas impostas pela direção do PA. Agora, se seu trabalho não for legal e tiver algo em desconformidade com a lei, ele deve ser afastado e julgado por isso. O que não podemos aceitar é impor condições políticas ou retaliações a quem quer que seja, oposição ou não. 

Mais Informações

Postado por Moderador às 13:20. Marcadores , , , , , , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às 13:20. Marcadores , , , , , , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

0 comentários for "Nova polêmica envolvendo a prefeitura invade as redes sociais da cidade"

Leave a reply

"

INFO DRIVE

Rádio Vitrine Santa Luzia

Publicidade