Header Ads

  • Últimas

    Mãe morre para salvar o filho de ataque em Orlando

    Desde o último domingo (12), dia seguinte do ataque a boate Pulse em Orlando (Flórida), não param de surgir histórias emocionantes das vítimas e dos sobreviventes. Enquanto autoridades lutam para decifrar a mente de Omar Mateen, o jovem de 29 anos que matou 49 pessoas nessa casa noturna, o mundo lembra os heróis daquela triste noite.




    E uma dessas pessoas é a Brenda Lee McCool. De acordo com informações do jornal americano Orlando Sentinel, a americana tinha 49 anos, era mãe solteira de 11 filhos e havia lutado contra o câncer por duas vezes. Venceu a doença em todas elas.

    Essa determinação, contudo, não foi suficiente para sobreviver aos dois tiros do fuzil AR-15 de Mateen, mas foi a medida extrema e necessária para salvar a vida de seu filho Isaiah.

    Brenda, que amava dançar, estava na companhia de Isaiah, que é homossexual, e familiares na Pulse naquela noite em que a boate celebrava a música e a cultura latina. Nas redes sociais, momentos antes de Mateen iniciar o seu ataque, Brenda havia postado um vídeo com duas pessoas dançando na pista.



    Segundo sua cunhada, em entrevista ao jornal New York Daily News, ao perceber que o atirador mirava na direção de seu grupo, ela gritou para que Isaiah se abaixasse e o protegeu com seu corpo. Ele sobreviveu, mas ela não resistiu.

    De acordo com relatos de amigos próximos para a rede americana NBC, Brenda foi casada algumas vezes, era uma excelente mãe e amiga e estava sempre disposta a ajudar o próximo. “Ela era a pessoa mais amável do mundo”, disse Khalisha, sua filha mais velha, à rede.

    Isaiah, contou a irmã, está devastado. “Ele viu a mãe morrer e viu todos serem mortos”, lamentou Khalisha, “e sente que o que houve foi sua culpa. ”

    Era também uma defensora dos direitos da comunidade LGBTQ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Simpatizantes). Em um emocionante post no Facebook, o ator e seu sobrinho Wilson Cruz (conhecido por séries como “Minha vida de cão"), lembrou da luta de Brenda pela igualdade e pediu o fim da violência e do ódio. “Nossos corações estão partidos”, disse ele.


    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine