Header Ads

  • Últimas

    Acabou o combustível em Santa Luzia, é o que dizem os leitores do Vitrine

    Desde a quarta-feira à Tarde, a gasolina em alguns postos de BH já havia subido de R$ 3,39 para R$ 3,59. Hoje pela manhã a falta já pode ser sentida na maioria dos postos da avenida brasília e na rua do comércio em Santa Luzia



    A greve dos transportadores de combustível, que começou na madrugada da última terça-feira (21), já está provocando desabastecimento em Minas Gerais e aumento nos preços. Nesta quarta-feira (22), no fim da tarde, a gasolina já tinha subido de R$ 3,39 para R$ 3,59 em um posto da avenida Amazonas, no bairro Nova Suíça, região Oeste da capital. Em Santa Luzia a falta do combustível começou a ser sentida na Avenida Brasília, principal da cidade. Em BH Consumidores revelam que o combustível havia acabado em vários postos da capital.

    Segundo o presidente do Sindicato dos Postos (Minaspetro), Bráulio Chaves, se a paralisação continuar, a situação vai se agravar profundamente. “Muitos postos na região metropolitana já até fecharam porque não receberam combustível. Dá para trazer de outros pontos, como Uberlândia e Paulínea (SP), mas com certeza isso encarece o frete”, explica.

    Uma de nossas leitoras já nos perguntou se havia algum posto na cidade com combustível já que ela tentou em vários e não conseguiu abastecer. Segundo funcionários do Posto São cristóvão, o combustível está para chegar depois das 18 horas, porém ainda não é certo a situação.

    O presidente do Sindicato dos Transportadores de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sinditanque), Irani Gomes, disse que a categoria aguarda a confirmação de uma reunião com representantes da Secretaria de Estado da Fazenda para quinta-feira.

    “A greve é por tempo indeterminado. Tudo vai depender dessa conversa. Queremos que a alíquota de ICMS do diesel, que há três anos subiu para 15%, volte para 12%”, destaca. Além da redução do ICMS do diesel, a categoria quer que as distribuidoras paguem a diária de R$ 1,38 por tonelada, para cada hora que o caminhão ficar parado após a quinta hora de espera para carregar. Eles também querem vale-pedágio, para reduzir as despesas atuais.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Info Drive