Header Ads

  • Últimas

    05 de maio – Dia nacional pelo uso racional do medicamento


    Entende-se por medicamento o produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico, segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Nos tempos atuais os medicamentos são cada vez mais utilizados pela população. E com esse crescimento de consumo é que começam os problemas, tanto pela automedicação quanto pelo seu uso racional.  
                          
    Os medicamentos utilizados de forma correta já podem apresentar riscos, como reação adversa e interações com alimentos e outros medicamentos. E quando são utilizados de maneira incorreta em alguns casos é necessária a interrupção do tratamento chegando à hospitalização e em casos graves até mesmo o óbito.

    Hoje em dia, um dos grandes problemas a cerca de automedicação e uso racional de medicamento são com antibióticos, em que seu uso indiscriminado ou incorreto pode causar resistência bacteriana, com essa condição de resistência os tratamentos tendem a ser mais específicos, com antibióticos mais potentes e encarecem, tornando menos acessível a todos.

    Há outro problema muito sério que envolve o medicamento, a intoxicação. No Brasil o índice de intoxicação causada por uso indevido de medicamentos é alto. De acordo com o (SINITOX) Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas apontou que no ano de 2008 foram registrados 26.384 casos de intoxicação humana no país. Como fato preocupante nos últimos registros de casos de intoxicação humana por medicamento, pela SINITOX, em 2012 foram registrados 102.822 casos, o que representa 100% de aumento.


    Estes dados só comprovam que ainda há a necessidade de conscientizar e orientar à população do que realmente o medicamento representa e que somente deve ser utilizado quando for realmente necessária e devidamente prescrita por um profissional habilitado a prescrição ou a indicação.
    Então, vamos começar a fazer uma conscientização diária e assim replicando em nosso meio de convivência para que assim se estenda ao maior número de pessoas possíveis e diminuindo os riscos à saúde da população e escolher sempre por uma vida saudável.

    Fiquem atentos:

    *Medicamentos não fazem milagre;
    *Sempre devem ser seguidas as orientações para utilização de cada medicamento, a dúvida sempre é um inimigo.
    * Então em casos de dúvidas sempre pergunte ao médico ou farmacêutico.              

    Texto elaborado: Jéssica Marcelle de Oliveira – Farmacêutica Municipal de Santa Luzia - Assistência Farmacêutica de Santa Luzia



    Fonte: Vigilância sanitária e escola – parceiros na construção da cidadania – 2015; 
    SINITOX - Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas 
    Prefeitura municipal de Santa Luzia – Secretaria de Saúde.


    Nenhum comentário

    Sejam Bem vindos ao Vitrine! Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seu autor. Não aceitaremos mais comentários anônimos. Caso queira dar sua opinião tenha uma conta no Google.

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Rádio Vitrine Santa Luzia

    Post Bottom Ad

    Política no Vitrine