Headlines
Título do Artigo:
Escrito por Moderador

Homem deve R$ 83 mil em contas de água mesmo sem ter abastecimento

Em vídeo na internet, homem enche bexigas com ar que sai da torneira. Departamento afirmou que problema pode ser causado por vários fatores.


Não bastasse conviver com a falta constante de água no Jardim Monte Carlo, na zona oeste de Ribeirão Preto (SP), o motorista Fábio Paiva afirma que recebe contas abusivas do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp).

Segundo o morador, já foram cobrados mais de R$ 83 mil em faturas desde 2008. Por mês, Paiva diz receber contas de água com valores que variam de R$ 1 mil a R$ 3 mil por um consumo que, de acordo com ele, não existe. “Abro a torneira e é só ar que sai, não é possível”, afirma.

A autarquia informou que o ar na rede de distribuição não interfere no consumo de água e que o problema pode ser causado por "dezenas" de fatores.

Em um vídeo postado em uma rede social (veja aqui), o motorista faz um protesto contra a situação e ilustra o problema ao encher bexigas com o ar que sai da torneira no quintal da casa dele. “Uma vizinha minha fez uma festa de criança e encheu quase 100 bexigas só na torneira, todo mundo parou na rua pra ver a cena, é só ar que sai mesmo”, disse Paiva.

Segundo o morador, o problema ocorre desde 2008, quando se mudou para a residência no Jardim Monte Carlo. Naquele ano, ele abriu um processo no Daerp após receber uma conta de água de R$ 2.090. “Foi o primeiro susto, depois começou a vir R$ 1,7 mil, R$ 1,5 mil, sempre da casa dos R$ 1 mil para cima, e de lá pra cá, todo mês vem esse absurdo de valor na água pra mim”.

'Constrangimento'
Desde que abriu o processo no departamento, o problema continua e há sete anos o motorista precisa anexar as contas abusivas no processo para não pagar as dívidas. “Todo mês é um constrangimento, porque eu tenho que pegar essa conta, ir lá no Daerp, enfrentar fila, perder um dia de trabalho só por isso”.

O Daerp informou a Paiva que quando o processo terminar será feito um cálculo de qual é a média gasta apenas com o consumo de água e mandarão os valores atualizados. Segundo o morador, o gasto médio na casa dele, com três pessoas é de no máximo R$ 40.
Além das contas com valores abusivos, o motorista diz que há problemas constantes com desabastecimento no bairro. "É precário, tem época que a água termina às 6h, volta 0h só para encher a caixa, e conforme a gente usa a boia abaixa, mas fica correndo com o ar, não entra água, e o relógio fica rodando".

Daerp
Em nota enviada pela assessoria de imprensa, o Daerp informou que o ar que entra na rede de distribuição de água não altera o consumo do cliente e que há “dezenas” de motivos que podem elevar o consumo. “Vazamentos internos, falta de leitura, imóvel fechado, por exemplo”, diz a nota.

Ainda segundo o departamento, o ar verificado é resultado de trocas de redes que o Daerp tem executado em diversas regiões da cidade e que “a presença do ar em canalizações que transportam líquidos é um fenômeno previsível sob o ponto de vista hidráulico”.

O Daerp informou também que o processo do morador está sendo verificado e analisado e será informado quando for concluído. Entretanto, não deu um prazo para solução do problema, que já dura sete anos.

Fonte: G1

Mais Informações

Postado por Moderador às 14:54. Marcadores , , , . Assine Grátis nosso Feed RSS 2.0. e receba notícias em seu e-mail

Por Moderador às 14:54. Marcadores , , , . Todos os artigos Possuem Licença Creative Cummons 6.0. Cópias são permitidas somente citando a fonte com Link

0 comentários for "Homem deve R$ 83 mil em contas de água mesmo sem ter abastecimento"

Leave a reply

INFO DRIVE

Rádio Vitrine Santa Luzia